Mais da Administração
Foruns de Ajuda
Parceiros
Créditos
• Tablilla hecha por Hardrock de Savage Themes.
• Design criado por Joana Duarte. • Agradecimentos: Devianart; Savage Themes; Pottermore;

Sala Do Zelador

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sala Do Zelador

Mensagem por Escola de Magia PT em Ter 06 Set 2011, 13:52




Sala do Zelador


Uma sala que mete muito medo aos alunos do primeiro ano. Pequena,
escura e suja são três palavras com que se pode descrever na perfeição
esta sala.

 











Escola de Magia PT
avatar
http://escolademagiapt.portugueseforum.net
Administrador da EMPT

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sala do Zelador

Mensagem por Joanna Leand Willis em Ter 06 Set 2011, 21:40

Caminhei cambaleando por todo o castelo, sentindo o suor quente escorrer-me pelo rosto. O meu corpo estava a pedir de novo, cada vez mais, sempre mais forte e pesado. Sentia-me desfalecer um pouco mais a cada passo que dava, enquanto tudo me parecia andar à roda.
Precisava de encontrar um lugar seguro para consumir, onde nada nem ninguém pudesse incomodar-me ou impedir-me. Desci para as masmorras rapidamente e, finalmente, vi-a...a grande porta da escura e sombria Sala do Zelador. Já ouvira falar das antigas punições que lá ocorreram, dos imensos castigos e do medo que todos os alunos da Escola de Magia tinham de tal lugar. No entanto, algo em mim pedia para entrar lá e, além disso, parecia-me o sítio ideal para me esconder do resto do mundo.
Abri a porta rangente e, cambaleando e com a pele branca, entrei. A sala era pequena e escura, de paredes húmidas feitas de pedra. Ao longo delas, correntes grossas de ferro, famosas pelas tais torturas. Era suposto ter medo mas, ao olhá-las, algo em mim sentia prazer. Como se aquele cheiro a medo e terror fosse um agradável perfume de rosa.
Inspirei e deixei-me debruçar sobre uma pequena e velha mesa de madeira. Respirava apressadamente, sentindo o ar faltar-me nos pulmões pelas largas horas que já levava sem consumir. Um pouco a custo, tirei de dentro do manto a seringa. Já estava cheia de heroína. O meu corpo implorava por droga, as minhas veias pulsavam de desejo. Com esforço, rasguei um bocado da camisa e atei-a ao braço para tornar a veia principal mais saliente.
Cada vez me sentia mais tonta e fraca. Suava por todo o lado e o cenário sombrio daquela sala dava um aspecto ainda mais demente a tudo aquilo. O maior medo de todos (e também o meu) era que eu voltasse a injectar-me, porque a partir desse momento não havia mais volta. Mas, embora a minha cabeça me mandasse parar, o meu braço parecia ter vida própria. Mal a veia salientou, espetei a seringa.
Rapidamente, a sala, as correntes, as paredes, a humidade, os gritos interiores na minha cabeça eram meros vultos e fantasias que não existiam. Tudo à minha volta rodava, enquanto aquela sensação de dor misturada com prazer me enchia de novo as veias, como se fosse o combustível de que precisava para viver, ao mesmo tempo que me ia matando aos poucos.
Sem força, deixei-me cair no chão, ainda com a seringa espetada e com o sangue drogado a pulsar. Tirei-a do braço, já vazia, e perdi-a pela sala. Não importava mais, já não tinha uso a dar-lhe. Meio encostada na parede, sentia o açúcar do sangue em nível baixo, e o suor passava a ser frio, embora toda a heroína estivesse a queimar-me por dentro. Precisava do Gui, precisava do colo dele, precisava do amparo daqueles braços, mas sabia bem que jamais poderia ter satisfeito o organismo se ele estivesse ali. Mas agora quem ia levantar-me, tirar-me da fossa? Estava completamente sozinha e desamparada.

De repente, algo estranho se passou. O Medalhão de Bella pulsava ao mesmo ritmo que o meu sangue. Sentia-o quente, quase a queimar-me o peito, enquanto se agitava efusivamente. De dentro dele, começaram a sair vultos, corpos flutuantes, cenários macabros de morte e tortura. Alguns eu conhecia: Sirius Black, Nimphadora Tonks, Frank e Alice Longbottom...à minha frente, um corpo degolado pairava no ar, fitando-me com os olhos negros e vazios de alma. Mulheres sem olhos pegavam-me nos braços, uma criança suja e ferida ajoelhava-se à minha frente, uma cabeça rolava até mim, sangue chovia do tecto para cima do meu corpo.

- GUILHERME!! GUILHERMEEEE!! - Gritava eu, tentando debater-me com aquele cenário macabro que parecia ter saído dos filmes de terror. O pânico instalava-se em mim e estava fraca demais para activar o Medalhão e aumentar os meus poderes. Comecei a sentir os meus olhos revirar enquanto o meu corpo pulsava como se estivesse perante um exorcismo. Tremia incessantemente e o sangue começou a jorrar da minha boca, sem parar, sabendo a podre. Os meus olhos estavam virados ao contrário, completamente brancos, chorando lágrimas negras de terror e pânico.
Completamente às cegas, gatinhei pela sala, sentindo as correntes e tentando atacar com elas, mas eram demasiado pesadas e eu estava fraca demais. Gritava de pânico, tentando fugir, mas os defuntos agarravam-me, quais zombies em busca de vingança. De repente, o Medalhão saiu disparado do meu peito para o chão e voltei a conseguir ver. O sangue parou de jorrar de dentro de mim, sabendo eu que não era meu, mas sim todo o que fora derramado daqueles corpos macabros que, entretanto, haviam desaparecido também. De dentro do Medalhão, uma enorme luz verde saiu, com uma névoa de fumo em forma de serpente, que deu lugar...à minha mãe. Lá estava ela, a famosa e temível Bellatrix Lestrange, em carne e osso à minha frente.
De olhos semicerrados da fraqueza, fitei-a, respirando a custo. Tossi um pouco e engoli em seco, tentando arduamente encontrar força nalgum lugar, embora ela não existisse. A minha mãe aproximou-se de mim e agachou-se para ficar à minha altura, pegando-me no queixo e fazendo-me erguer o rosto para ela.

- Todos estes defuntos são o resultado daqueles que matei, o mesmo número que matarás. Derrama sangue, minha doce filha. Quando te dei o Medalhão, esqueci-me de referir que a alma tem força. Tu deixaste a tua fraquejar e agora é a minha que prevalece. Sou dona do Medalhão, Joanna Leand, e tu, minha filha, vais finalmente encontrar o teu caminho. - Disse ela, com um sorriso no rosto. - ERGUE-TE DAS CINZAS E LUTA PELO TEU SANGUE!
De um grito, entrou pelo meu corpo, consumindo-me por dentro. O Medalhão voou de novo até mim, fazendo os meus olhos tornar a revirar e tremi por todo o lado, como se quisesse expulsar um demónio do meu próprio sangue. Quando a cena acabou, olhei macabramente para cima, de expressão séria. As correntes pareciam-me maravilhosas, aliadas ao pensamento da tortura. Os gritos dos antigos alunos punidos ecoavam por toda a sala, fazendo-me rir de satisfação.
O meu corpo não só pedia droga, como morte e destruição. Ergui-me como a minha mãe mandara. Agora ela era eu, e eu era ela. Joanna e Bellatrix, mãe e filha, unidas num só corpo e espírito.






Joanna Leand Willis
| Ex-Ravenclaw | Casada com Guilherme Willis |
Joanna Leand Willis
avatar
https://www.facebook.com/joannaleand
Adulto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Convidado em Qua 24 Abr 2013, 22:43

USArmy Proud;

I feel like I just seen the sun for the first time
You make my life bright cause you shine
It's me and you baby, it's our time
I'm living my dream, girl cause you mine


- Humm... O que?

Abri os olhos lentamente. Sentia-me pesado, como se tivesse no início da minha vida militar, nos treinos e tivesse levado um enxerto de porrada. Depois lembrei-me daquilo que tinha acontecido lá em casa e lembrei-me que de facto tinha levado um enxerto de porrada. Como é que um homem tinha conseguido derrubar-me? Eu sei bem o peso e a velocidade que tenho, não ia abaixo tão facilmente. Magia... Sempre a magia. Eu não podia competir contra isto. Olhei em volta e um outro homem estava lá, com uma máscara posta.

- Estás confortável?

Afinal era uma mulher. Tirou a máscara e, se não fosse pela horrível cicatriz que lhe cobria uma boa parte da bochecha até ao queixo podia ser bonita. Não lhe respondi, não sabia o que ela queria e aprendi com a Joana que com feiticeitos não se deve responder logo, questões de magia podem ser complicadas.

- É uma pena estares aqui tão... Sozinho e sem ajuda, não é?

Sorriu enquanto falava. Eu estava preso pelos braços e pelas pernas com correntes grossas e bem oleadas. Estava suspenso no ar, o suficiente para chegarem até mim mas não o suficiente para os meus pés tocarem no chão. Ela aproximou-se e eu olhei-a desconfiado. Não conseguia ter os olhos muito abertos, provavelmente estavam inchados e magoados.

- A tua querida hoje vai aprender uma lição. Ela está muito mal, sabias? Desde que tu... Morreste.

Fiz o esforço de olhar logo para ela. O que é que ela queria dizer com aquilo?

- Como assim, morri?

Ela riu e andou à minha roda.

- Tu vais servir de isco para trazê-la até aqui. O mestre acaba contigo depois. Por agora vais ser útil.

Mas ela continuava a olhar-me de forma curiosa, batendo com o dedo no queixo.

- Sabes, eu sempre me perguntei porque é que feiticeiras se apaixonam por muggles. São tão... Vulgares. Mas tu, devo confessar que és um especimen muito raro. Perebo porque é que ela te ama, deves ser muito bom, não é? Serás? E se descobríssemos?

Mantive-me calado enquanto aquele olhar completamente demente estava prostrado em mim. Se ao menos conseguisse soltar as pernas ou as mãos. Nunca na vida me tinha sentido tão frao, e isso era um dos maiores problemas desde que a magia entrara na minha vida: não poder competir contra ela. Eram raras as coisas que pudessem competir comigo e sair vitoriosas, mas a magira ganhava contra um humano como eu. De repente senti as mãos dela no meu peito, a arranhar-me com aquelas unhas enormes.

- Sim, és um belo humano, não haja dúvida. Sabes, talvez depois do mestre matar a Potter, ele me deixe ficar contigo como, meu brinquedo. Já pensaste...?

A voz dela era demasiado melosa, baixa e as mãos dela continuavam a percorrer avidamente o meu corpo. Não gostava da sensação, não eram as mãos da Joana. Olhei-se sem dizer nada, com completa falta de interesse. Aquela mulher conseguia ser assustadora à sua maneira também. Depois depositou-me um beijo nos lábios com um sorriso perverso e afastou-se.

- Prefiro morrer depois de acabar contigo.

Disse finalmente, baixo, sentindo-me fraco. Ela olhou-me ainda com mais interesse e sentou-se numa cadeira à minha frente, de pernas cruzadas a bater com os dedos nas pernas. Parecia pensar com dolorosa satisfação naquilo que ia dizer, mas fosse o que fosse guardou-o para ela, apenas olhando para mim com um brilho malévolo no olhar.

- Veremos se pensas assim quando te tornares o meu brinquedo, meu querido.

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Zayra Tatiana Amaral em Qua 24 Abr 2013, 23:03




A Devoradora

♔ You knew I were trouble...



- Veremos se pensas assim quando te tornares o meu brinquedo, meu querido.

Dava um sorrisinho malicioso. Aquele muggle era um belo pedaço de mau caminho Cool e além disso, certamente ganharíamos a guerra. Ele tinha um corpo lindo... Não me admira que a nojenta da Potter tenha se apaixonado por ele, argh!

Lhe dou outro beijo naquela boca gostosa. Sim, ele iria ser meu brinquedinho... Ele era muggle? Então que tal uma torturazinha ao modo muggle? Ia ser fixe! Peguei um daqueles dispositivos de choque elétrico e liguei bem no "saco" dele. O ponto fraco de qualquer homem. Vi ele gemer de dor como se quisesse reprimir o que sentia.

-Ora ora... O que temos aqui?

Pequei uma adaga e comecei a deslisar na pele dele, mas não o machucava. Queria ver ele apreensivo.


...So shame on you now

Esse é meu post de número {00}. O tempo está {chuvoso}, e estou usando {isso}, estou falando com {alguém/sozinha}. Estou postando {lugar}. E agradeço a Lari ❥ por esse template.
Zayra Tatiana Amaral
avatar
Fantasma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Convidado em Qua 24 Abr 2013, 23:08

USArmy Proud;

I feel like I just seen the sun for the first time
You make my life bright cause you shine
It's me and you baby, it's our time
I'm living my dream, girl cause you mine


Engoli em seco quando ela ligou o dispositico de choque electrico. Preparei-me mentalmente para o ataque dela, embora já soubesse que aquilo iria doer.

- Tira. As. Mãos. De. Cima. De. Mim.

Todo o encanto que ela alguma vez poderia vir a ter estava a tornar-se maligno. Aquela mulher repugnante ia dar-me o fim que o outro homem não deu. Ainda só não tinha percebido como é que a Joana encaixava ali. O que é que eles lhe iam fazer? Tortura-la? Só de pensar nisso senti o meu estômago às voltas.

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Zayra Tatiana Amaral em Qua 24 Abr 2013, 23:16




A Devoradora

♔ You knew I were trouble...



Queria ver ele apreensivo, mas o desgraçado era muito corajoso. Parvo. Ele só ainda estava vivo por ser útil. Tão logo acabasse sua utilidade e ele seria morto e dado para os cães comer, porquê a basilisco do mestre não comia carne de quinta categoria...

Dou um leve sorriso a expressar minha tranquilidade com aquele momento e quando me manda tirar as mãos dele enfio a adaga bem afiada em sua barriga. É claro que não atingira nenhum orgão vital, mais isso o faria sangrar um bocado. E de boca fechada ele ficava bem melhor.


...So shame on you now

Esse é meu post de número {00}. O tempo está {chuvoso}, e estou usando {isso}, estou falando com {alguém/sozinha}. Estou postando {lugar}. E agradeço a Lari ❥ por esse template.
Zayra Tatiana Amaral
avatar
Fantasma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Convidado em Qua 24 Abr 2013, 23:21

USArmy Proud;

I feel like I just seen the sun for the first time
You make my life bright cause you shine
It's me and you baby, it's our time
I'm living my dream, girl cause you mine


- AAHHH!!

Gritei quando senti-a espetar a faca na minha barriga. Era um dor alucinante, estava a atordoar-me ainda mais os sentidos. Já não bastava eu estar a esvair-me em sangue quando mais esta mulher estar aqui a fazer isto.

- Humm...!!

Tentei controlar e bufei com raiva, a tentar respirar normalmente, mas a sentir todos os músculos se contrairem. Não ia dar-lhe o prazer de ver o quanto estava a atingir-me.

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Zayra Tatiana Amaral em Qua 24 Abr 2013, 23:38




A Devoradora

♔ You knew I were trouble...



Eu ria-me com aquilo. Ele apesar de ter o sangue imundo tinha seu valor. Eu tinha que fazer algo melhor... E aquela noite estava tão inspiradora! Laughing Pego uma faca e arranco as calças dele a o deixar só de boxer. Foda-se! ele era lindo... Cool

Me afastei e fui ao armário. Tinha colocados das minhas coisas lá como facas, adagas, espadas, pimentas, armas, dispositivos de choques e sal. Sim... Sal faziam os ferimentos arderem mais e tornava tudo lindo... Pego um saquinho de sal e começo a jogar nos cortes dele. Não me importava se ele sentisse dor. Eu seria recompensada por aquilo... Queria ser a dv de confiança dele e tinha que fazer por merecer.



...So shame on you now

Esse é meu post de número {00}. O tempo está {chuvoso e é lua cheia}, e estou usando {isso}, estou falando com {Dário William}. Estou postando {lugar}. E agradeço a Lari ❥ por esse template.
Zayra Tatiana Amaral
avatar
Fantasma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Convidado em Qui 25 Abr 2013, 14:57

USArmy Proud;

I feel like I just seen the sun for the first time
You make my life bright cause you shine
It's me and you baby, it's our time
I'm living my dream, girl cause you mine


Olhava com cautela para aquela mulher endiabrada. Puta de merda! Ia-me fazer sofrer até eu socumbir completamente. Mas eu não ia dar-lhe o prazer de me ver sofrer assim, facilmente.

- Estás a divertir-te, agora?

Perguntei de forma irónica. Sabia que estava a lançar achas para a fogueira, mas quando eu saísse dali... Oh quando eu saísse dali aquela mulher estava morta. A minha conduta de nunca bater em mulheres tinha acabado a partir do momento em que ela me tinha rasgado as calças e deixado só de boxers para me fazer sofrer. Não esperava o que ela fez a seguir. Sal nas feridas? Isso é doloroso, tenho de confessar. Gemi baixo, a comprimir os lábios para evitar demasiados dons saírem da minha boca, mas não sabia até quando aguentava. As feridas pareciam-se com mil facas a espetarem-se no meu corpo e como se lhes tivessem ateado fogo.

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Zayra Tatiana Amaral em Qui 25 Abr 2013, 18:28




A Devoradora

♔ You knew I were trouble...



- Estás a divertir-te, agora?

Não pude me controlar, era mais forte que eu. Dei uma gargalhada que ecoava por aquela sala fedida. O olhava num misto de desejo e desdém. Aquele corpo mesmo todo machucado continuava lindo... Deslizei minha mão pelo corpo dele. Se não fosse muggle e se não fosse útil para o milord eu já o teria pra mim. Sob efeito da poção do amor lógico. Não haveria de correr riscos.

-Sim. Bastante. E só continuas vivo por ainda teres serventia, caso contrário já estarias morto. Mas para além disso...

Dei um sorriso desejosa e beijei-lhe a boca. O desgraçado era resistente. Outro em seu lugar já teria se dado por vencido.

-Não me achas bonita? Garanto que sou muito mais do que aquela Potter fedida...

Falava com um sorriso nos lábio e depois me voltei a pegar novamente o dispositivo de choque, mas não usei nele. Fiquei primeiro a ver sua reação.


...So shame on you now

Esse é meu post de número {00}. O tempo está {chuvoso e é lua cheia}, e estou usando {isso}, estou falando com {Dário William}. Estou postando {sala do zelador}. E agradeço a Lari ❥ por esse template.
Zayra Tatiana Amaral
avatar
Fantasma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Convidado em Qui 25 Abr 2013, 18:49

USArmy Proud;

I feel like I just seen the sun for the first time
You make my life bright cause you shine
It's me and you baby, it's our time
I'm living my dream, girl cause you mine


- E vou ser útil para quê? Posso saber isso, antes de morrer?

Perguntei ainda irónico. Se estivesse prestes a morrer não ia morrer calado. De maneira nenhuma. Aquela mulher estava a deixar-me o sangue a ferver de raiva. Depois ela perguntou-me se eu a achava bonita. Só não revirei os olhos porque doía demasiado.

- Queres que seja sincero ou que minta?

Aquela mulher não era de se deitar fora, mas o ódio que sentia dela tirava qualquer atracção física que pudesse sentir. Além disso ela não era a Joana. Só isso era mil pontos negativos. Aquele dispositivo de choque estava também a deixar-me nervoso e não me agradava nada.

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Zayra Tatiana Amaral em Qui 25 Abr 2013, 19:14




A Devoradora

♔ You knew I were trouble...



- E vou ser útil para quê? Posso saber isso, antes de morrer?

Sorri amavelmente. Queria deixar ele a pensar mil coisas. O mestre tinha planos, eu não sabia bem o que eram, mas imaginava. A mente do Lord das Trevas era brilhante e a cabeça deste muggle junto a cabeça da Potter numa bandeja de prata seriam os troféus de nossa vitória.

Percebi que ele ficava nervoso com o dispositivo de choque. Aquele homem... Ah aquele homem... Perguntei-lhe se me achava bonita. Ele apesar de tentar aparentar não ter medo, o que já estava começando a não dar certo, soube responder provocativo, o que me deixava mais excitada.

- Queres que seja sincero ou que minta?

-Tem medo disto?

Mostrei-lhe o dispositivo de choque bem perto dos olhos e depois dei um belo choque nas bolas dele. Ri-me com aquilo, estava amando meu serviço. Depois me afastei e guardei o dispositivo.

-Tenho algo melhor pra nós docinho...

Abri um baú de onde saiu um Sem-Forma (Bicho-Papão) e foi logo na direção dele. Um sem-forma seria bem mais interessante que um beijo de dementador, e isso sem falar que o manteria vivo. Vivo o suficiente para servir aos interesses do Lord.


...So shame on you now

Esse é meu post de número {00}. O tempo está {chuvoso e é lua cheia}, e estou usando {isso}, estou falando com {Dário William}. Estou postando {sala do zelador}. E agradeço a Lari ❥ por esse template.
Zayra Tatiana Amaral
avatar
Fantasma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Convidado em Qui 25 Abr 2013, 19:54

USArmy Proud;

I feel like I just seen the sun for the first time
You make my life bright cause you shine
It's me and you baby, it's our time
I'm living my dream, girl cause you mine


- Medo do quê?

Só depois de ter pergunado é que me arrependi de o ter feito. Porra, aquela merda doía!

- Humm..!!

Gemi de dor, a tentar não gritar e senti os meus músculos dos braços contraírem-se todos com a força que eu estava a fazer a tentar soltar-me. Depois ela soltou aquilo que eu sabia ser um sem-forma. A Joana tinha-me dito o que eles faziam mas eu não era feiticeiro, não sabia defender-me daquilo. Mas semicerrei os olhos, a tentar ver o que aquilo era, não parecia nada concreto.

- Mas o que...?

Depois abri muito os olhos ao ver o que era. Na verdade a coisa estava a desdobrar-se em dois, como se fossem duas criaturas siamesas. o rosto da Pandora e o rosto do Jack estavam lá, mas o brilho vermelho e demoníaco nos olhos estava ali muito mal. Isso e os dentes afiados que ambos tinham, manchados e podres. Como é que aquilo lhes tinha acontecido?

- NÃO!

Não! Aquilo não era real! Simplesmente não era real. Forcei-me a desviar os olhos antes de que desse em louco.

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Zayra Tatiana Amaral em Qui 25 Abr 2013, 22:58




A Devoradora

♔ You knew I were trouble...





Aquilo estava cada vez melhor. O maior medo dele... Ele finalmente estava a demonstrar medo e aquilo estava a deixar claro quem era superior. Nós, os seguidores do tão idolatrado Lord das Trevas, aquele que estava a impor a tão aguardada Ordem Mundial. Em breve os muggles ocupariam um lugar abaixo dos elfos doméstico. E estes voltariam a seu lugar de escravos.

Eu já tinha mostrado quem estava no comando. O observava com curiosidade, via o que ele via, via seu maior medo... Resolvi mostrar um pouco de compaixão, se é que esta palavra se encaixava no meu perfil.

-Ridicculus!

Fiz com que o sem forma se transformasse em Charles Chaplin a fazer de suas trapalhadas e voltasse ao baú e o tranquei lá. Peguei um copo de água e bebi um gole na frente dele.

-Quer?

Falei com um sorriso no rosto, coloquei o copo bem perto do rosto dele e depois despejei a água no chão a rir da cara dele.

-Ah meu querido... Vou dar uma breve pausa. Nesse intervalo podíamos namorar um pouquinho... Cool



...So shame on you now

Esse é meu post de número {07}. O tempo está {chuvoso e é lua cheia}, e estou usando {isso}, estou falando com {Dário William}. Estou postando {sala do zelador}. E agradeço a Lari ❥ por esse template.
Zayra Tatiana Amaral
avatar
Fantasma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Convidado em Sab 27 Abr 2013, 13:42

USArmy Proud;

I feel like I just seen the sun for the first time
You make my life bright cause you shine
It's me and you baby, it's our time
I'm living my dream, girl cause you mine


- Cabra.

Foi a única coisa que consegui dizer, a olha-la com nojo. Estava a começar a irritar-me a valer que aquela mulher não tirasse as mãos de cima de mim. É isto que acontece quando se ama alguém: mais ninguém serve para tocar. Embora muitas mulheres fossem atraentes.

- Não quero. Pode vir veneno agarrado.

Disse, com um meio sorriso. Não lhe ia dar o prazer de me ver destruído aos poucos, embora me sentisse pior que merda. Depois comecei a pensar na Joana. Ela pensava que eu estava morto? Não podia ser. Ela iria abaixo finalmente. Não! Ela não ia. Ela era forte, ela ia conseguir.

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Zayra Tatiana Amaral em Sab 27 Abr 2013, 23:40




A Devoradora

♔ You knew I were trouble...




Petulante ele! E eu gostava disso... Era sexy... E se não fosse muggle eu o levaria pra minha cama. Cool Fiquei um bocado calada a olhar ele e a pensar no que faria em seguida com aquele belo pedaço de mau caminho que mais parecia um daqueles go go boys de Vegas.

Sim. Eu já sabia o que fazia com ele... Cool E sabia bem... Peguei um balde e enchi de água com um feitiço e a resfriei com outro a deixá-la quase gelada. Se bem que alguns cristais de gelo se formaram.

-Aguamenti. Glacius.

Olhei ele um pouco e cheguei bem perto com o balde. Segurei seu rosto a cravar minhas unhas e beijei sua boca. Depois sorri levemente.

-Aqui te parece abafado? Que tal te refrescares um pouco?

Peguei o balde e despejei água em sua cabeça a o molhar todo. Se ele sobrevivesse ia pegar uma pneumonia de certo e morrer de doença. O olhei por inteiro e baixei seus boxer a sorrir pervertida depois me afastei a o deixar no frio.

-Roupa molhada há de te fazer mal docinho... Razz Mas posso te aquecer se quiseres... A essa hora, tua mulherzinha deve estar servindo de almoço para a Nagine do Milord...



...So shame on you now

Esse é meu post de número {07}. O tempo está {chuvoso e é lua cheia}, e estou usando {isso}, estou falando com {Dário William}. Estou postando {sala do zelador}. E agradeço a Lari ❥ por esse template.
Zayra Tatiana Amaral
avatar
Fantasma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Convidado em Dom 28 Abr 2013, 10:51

USArmy Proud;

I feel like I just seen the sun for the first time
You make my life bright cause you shine
It's me and you baby, it's our time
I'm living my dream, girl cause you mine


Continuava a olha-la calado. Nestas ocasiões era sempre muito mais sensato primeiro esperar. Se bem que eu já lá estava há um bom tempo e ela estava a tornar a minha estadia ali no mínimo dolorosa. Mas eu não lhe ia dar o prazer de me ver cair.

- A Joana é mais forte do que pensas. Matar-me não a vai fazer desistir.

Eu queria mesmo acreditar aquilo. Queria acreditar que a minha mulher ia ser forte e conseguir derrotar todos estes devoradores, para os nossos filhos poderem ter um futuro, para a minha morte não ser em vão.

- Ah, porra!

Gemi quando ela me atirou a água gelada. Queimava como facas e o meu corpo retraiu-se todo. Mas se eu ia morrer ia mostrar-lhe primeiro do que são feitos os meus genes. A começar pelo corpo, vi o olhar que ela fez quando me despiu. Cabra. Só estava à espera do momento certo, ela. Não sabia o que ela ia fazer, e não estava com medo, apenas com nojo. Podia admitir que ela sabia ser sensual, não fosse o desejo de morte e a repugnância que sentia por ela.

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Zayra Tatiana Amaral em Dom 28 Abr 2013, 17:27




A Devoradora

♔ You knew I were trouble...




Ouvia o que ele dizia com um pouco de tédio que logo passou quando joguei água bem gelada nele. Ver ele se retrair me fez rir à vontade. Resolvi causar um pouquinho de pânico nele. Eu já sabia qual o maior medo dele e isso me deu vantagem. Me afastei e peguei um celular a fingir fazer uma ligação. Os feitiços de proteção em volta do castelo estavam cada vez mais fracos, logo os aparelhos trouxas/muggles funcionavam mais que perfeitamente sem precisar de ajuda de feitiços.

- E então? Confirmaram mesmo? Ótimo... Aposto que o milord também ficaria satisfeito com a destruição do hospital.

"Desligo" o telemóvel e sorrio a provocar ele. Ia dizer uma mentira daquelas com ar de verdade, por eu ser muito dissimuada(ótima em mentir).

- Tenho uma notícia pra ti queridinho... Não precisas mais te preocupar com seus filhotes... Veja só... Estão mortos!

Ria na cara dele.



...So shame on you now

Esse é meu post de número {08}. O tempo está {chuvoso e é lua cheia}, e estou usando {vestido longo com espartilho}, estou falando com {Dário William}. Estou postando {sala do zelador}. E agradeço a Lari ❥ por esse template.
Zayra Tatiana Amaral
avatar
Fantasma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Convidado em Dom 28 Abr 2013, 18:20

USArmy Proud;

I feel like I just seen the sun for the first time
You make my life bright cause you shine
It's me and you baby, it's our time
I'm living my dream, girl cause you mine


O máximo que podia acontecer agora era eu ficar sem vida, ir-me de vez. Não era muito mau se pensarmos que tive uma vida feliz até agora. Desde que a Joana e os meninos estejam bem eu orgulhava-me. Depois o meu Mundo caiu-me com aquela chamada.

- Não...

Olhei-a de olhos semicerrados, a sentir o meu coração apertar-se cada vez mais.

- NÃO! Cabra! Estás a mentir!

Gritei-lhe furioso. Não podia ser verdade, simplesmente não podia. Os meus meninos não podiam estar mortos, como é que o hospital tinha sido tomado assim?!

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Zayra Tatiana Amaral em Dom 28 Abr 2013, 18:50




A Devoradora

♔ You knew I were trouble...




Paro um pouco com o riso depois de vê-lo naquele estado. Fico um pouco mais séria pra dar mais veracidade a mentira e fazê-lo acreditar que realmente o hospital tinha sido tomado.Ele estava mal, finalmente demostrou estar perdendo qualquer esperança que tivesse e isso era bom. Mantive a seriedade.

-Infelizmente ou felizmente pra ti é verdade. O número de devoradores da morte vinha crescendo nos últimos anos sem que sua "gente" percebesse... E ter infiltrados no St. Mungos, St. Merlin e demais hospitais bruxos foi de grande ajuda. Agora imagine quando sua tão amada Potter receber a notícia... Se é que ela já não recebeu tendo em vista que é questão de minutos para ela estar morta. Teu destino nas próximas horas só depende de ti. Quer desistir e morrer agora pelas minhas mãos ou preferes ser morto na frente da tua mulherzinha?

É claro que eu não iria o matar, mas falei aquilo tão séria que por instantes até eu acreditei que fosse verdade. Não era minha missão o matar, se bem que a ideia me agradava. Minha missão ali era apenas o torturar.



...So shame on you now

Esse é meu post de número {09}. O tempo está {chuvoso e é lua cheia}, e estou usando {vestido longo com espartilho}, estou falando com {Dário William}. Estou postando {sala do zelador}. E agradeço a Lari ❥ por esse template.
Zayra Tatiana Amaral
avatar
Fantasma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Convidado em Dom 28 Abr 2013, 19:00

USArmy Proud;

I feel like I just seen the sun for the first time
You make my life bright cause you shine
It's me and you baby, it's our time
I'm living my dream, girl cause you mine


Não podia acreditar no que estava a ouvir. Se os meus filhos tivessem mesmo mortos eu sentia-o. Eu sabia que o sentia. Eles não estavam, não podiam estar. E se estivessem? Lembrei-me da minha Pandora, tão pequenina, tão amorosa, a saltar para cima de mim com aqueles beijinhos babados e o Jack, já um homenzinho, tão parecido comigo.

- És uma cabra mentirosa. Vamos! Acaba comigo então! Estás à espera de quê?

Quanto mais eu me enervava mais os meus músculos se retraíam e depois exercitavam, tal a força que eu estava a fazer para me soltar daquelas correntes. Tão pouco me importava de estar nu diante de uma mulher. Aquela de mim não ia levar nada. Estava a tentar pensar com clareza, mas com os meus filhos e a possibilidade, embora remota, deles estarem mortos, os pensamentos desapareciam, a minha mente ficava com uma névoa.

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Zayra Tatiana Amaral em Dom 28 Abr 2013, 19:21




A Devoradora

♔ You knew I were trouble...




Me mantive com ar de seriedade a olha pra ele. Quase tive pena, quase. Ele parecia querer não acreditar em mim, não tirava a razão dele. Eu mesma se estivesse no lugar dele não acreditaria. Passei levemente a mão pela face dele como quem consola.

- Calma docinho... Estou a dizer a verdade. Não posso dizer que sei como te sentes porque não tenho filhos nem nada do gênero. Sequer estou no teu lugar ou gostaria de estar. Não pense mais neles, sim? Agora vou ser boazinha e te dar algo para beber. Não se preocupe que não vou jogar no chão. Precisas beber algo...

Peguei uma garrafinha com um líquido cor de rosa e despejei numa taça que estava ao lado dela. Era poção do amor... Cool A mim o cheiro me parecia a relva molhada pelo orvalho da manhã, a ele já não sei bem. Cheguei bem perto dele e encostei em sua boca.

-Beba. Não se preocupe, não tem veneno. Se fosse pra eu te matar já teria o feito há tempos.

Apertei a mandíbula dele para que abrisse a boca para beber da poção.



...So shame on you now

Esse é meu post de número {10}. O tempo está {chuvoso e é lua cheia}, e estou usando {vestido longo com espartilho}, estou falando com {Dário William}. Estou postando {sala do zelador}. E agradeço a Lari ❥ por esse template.
Zayra Tatiana Amaral
avatar
Fantasma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Convidado em Dom 28 Abr 2013, 19:45

USArmy Proud;

I feel like I just seen the sun for the first time
You make my life bright cause you shine
It's me and you baby, it's our time
I'm living my dream, girl cause you mine


- Docinho? Queres que o docinho te dê um doce?

Peguntei de forma irónica. É claro que ela iria responder que sim. Cabra. Deixei-me estar quieto enquanto tentava assimilar aquela informação sobre os meus filhos. Que porra, eles não podiam estar mortos, simplesmente não podiam! E eu iria até ao cu de Judas se fosse preciso para os ter de volta. Depois ela aproximou-se de mim com um líquido que eu vi que tinha algo dentro. Tinha visto ela deitar um líquido cor-de-rosa para lá. Poção do amor. Eu era muggle mas era casada com uma bruxa, sabia muitas coisas. Porra, estava fodido. Se ela me desse aquilo, com o ódio que lhe tinha, desatava a come-la ali.

- Não tenho sede.

Disse, com um meio rosnido, mas ela agarrou-me na cara e obrigou-me a beber. Felizmente era só um pouco, eu conseguia fingir que tinha bebido, quando ela me largasse, simplesmente deixaria o líquido correr-me pelos cantos da boca, não o beberia.

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Zayra Tatiana Amaral em Dom 28 Abr 2013, 20:08




A Devoradora

♔ You knew I were trouble...




Vi que a poção estava a escorrer por sua boca e apertei mais a mandíbula a despejar quase toda a poção em sua boca. Escorria poção do amor pelo seu rosto e tratei de limpar com a mão. Deixei a taça em um canto. O efeito daquilo era quase instantaneo. Apesar de ser um muggle de sangue imundo, ele era lindo e meu ponto fraco. Deslizei minhas mãos pelas correntes, mas não o soltei. Não ainda.

-Como te sentes amor?

O olhava com curiosidade a ver se tinha dado certo.



...So shame on you now

Esse é meu post de número {11}. O tempo está {chuvoso e é lua cheia}, e estou usando {vestido longo com espartilho}, estou falando com {Dário William}. Estou postando {sala do zelador}. E agradeço a Lari ❥ por esse template.
Zayra Tatiana Amaral
avatar
Fantasma

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Convidado em Dom 28 Abr 2013, 20:20

USArmy Proud;

I feel like I just seen the sun for the first time
You make my life bright cause you shine
It's me and you baby, it's our time
I'm living my dream, girl cause you mine


Fiquei um pouco calado, enquanto sentia o líquido frio na minha boca, a tentar com que ele não me passasse pela garganta. Pensei em cuspir-lho na cara. Mas isso iria ser demasiado óbvio. Não gostava nada de a ter tão perto. Depois lembrei-me dos efeitos que esta poção tinham de forma instantânea. Talvez fosse o meu bilhete para me livrar daquelas correntes.

- Bem. Sinto-me óptimo.

Fiz uma voz meio confusa, mas que logo que se tornou mais melosa. Sim, ela ia ter o que queria. Pelo menos até eu me soltar. Se a seduzisse o suficiente ela soltava-me.

- Se me soltasses, podíamos... Brincar um bocadinho.

Olhei-a com um meio sorriso preverso, sem me mexer. Já não estava a fazer força com os braços, tentei apenas manter-me hirto, sem tirar os olhos dos dela. Passei a língua nos lábios e olhei para o peito dela.

- Tens atributos interessantes. Não acho justo estares a admirar os meus e eu não poder fazer o mesmo.

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala Do Zelador

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum