Mais da Administração
Foruns de Ajuda
Parceiros
Créditos
• Tablilla hecha por Hardrock de Savage Themes.
• Design criado por Joana Duarte. • Agradecimentos: Devianart; Savage Themes; Pottermore;

Sala das Necessidades

Página 12 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sala das Necessidades

Mensagem por Escola de Magia PT em Ter 06 Set 2011, 16:40

Relembrando a primeira mensagem :




Sala das Necessidades


Se alguém questionar a directora Joana quanto a existência desta sala,
ela simplesmente irá encolher os ombros e dirá que lhe traz boas
memorias do seu tempo em Hogwarts.
A sala só se abre quando alguém
necessita muito dela, não com um simples pensamento mas algo que seja
desejado mais do que tudo ou necessitado.











Escola de Magia PT
avatar
http://escolademagiapt.portugueseforum.net
Administrador da EMPT

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Sala das Necessidades

Mensagem por Convidado em Sab 23 Jul 2016, 15:14

O quanto te quero só para mim. A frase não me saía da cabeça, como um eco. Tão simples e importante para mim. Eu queria isso, ser só dele. E ia ser. Eu ia ser tudo o que ele quisesse.

- Vou? Por mim tudo bem.

Não havia como dizer que não. E eu não queria dizer que não. De maneira nenhuma. Eu ia dormir com ele todos os dias, não tinha desculpa nenhuma agora. Aliás não precisava de nenhuma desculpa agora para o fazer.

Quando ele me deitou e tirou a camisola eu acho que vi estrelas. Só, mais nada. Este rapaz era lindo de qualquer maneira e era tão quente. As minhas mãos no peito dele parecia que queimavam. Sabia tão bem. Ele não sabia mas das poucas vezes que fiquei mais tempo no quarto dele ficava a vê-lo adormecido. Tinha desejado muito isto. De repente senti os olhos húmidos e puxei-o logo para mim.

Só queria ter a certeza que não estava a sonhar, que o tinha, que ele era meu, que podia dizer sem medo que gostava dele e que queria ficar com ele.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala das Necessidades

Mensagem por Benjamin Redbird Malfoy em Ter 26 Jul 2016, 18:39

Eu não conseguia parar de sorrir por nada deste mundo. Finalmente, ela tinha admitido gostar de mim e agora era minha namorada! Como é que eu ia conseguir parar de sorrir?

- E vou te acordar, com montes de beijos.

Olhei para ela carinhoso e ela depois fez cara de quem ia começar a chorar - coisa que não era dela. E o meu coração se pudesse, ainda tinha começado a bater mais rapido. Ela puxou-me logo para cima dela e eu beijei-a várias vezes, devagar mas também sem me afastar muito dela. Eu não queria me afastar dela.

- És tão linda... - disse baixo contra os lábios dela. - E tão inteligente e tão fantastica...

As minhas mãos já passavam pelo corpo dela, coisa que eu já tinha feito montes de vezes, mas desta vez com toda a calma do mundo a pensar que isto era só para mim.




Benjamin Redbird Malfoy
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala das Necessidades

Mensagem por Convidado em Dom 31 Jul 2016, 23:35

Ok, eu tinha de admitir que até eu estava incapaz de parar de sorrir. O que não era nada meu. Aliás, muitas coisas que ele me fazia fazer ou sentir não era nada meu. Mas era bom. Isso era bom, para variar.

- Ah é? Acho que já estou a gostar.

Não valia a pena agora estar com coisas e fingir que eu não gostava, quando era o que eu mais queria no mundo. E agora tinha. Ele era meu. E o mais estranho era pensar que eu era dele. Sim, eu era dele. Pensar que não ia estar com mais ninguém era estranho. Não que eu quisesse, porque desde que o conheci que não tinha estado com mais ninguém. Mas mesmo assim, pensar que só me ia entregar a um rapaz, este rapaz em específico, era estranho e sabia bem. Não ia ter problemas com isso.

- Tenho de admitir que nunca foste o meu género, não gosto de loiros.

Ok, isto não era completamente verdade. Eu explico.

- Mas és sem dúvida o rapaz mais bonito que já vi. Juro mesmo... Ou então são as tuas mãos no meu corpo que me fazem dizer isto.

Acrescentei a rir. Rodeei-lhe o pescoço com as mãos a dar-lhe beijos. Eu era bem mais velha do que ele mas ele enchia-me completamente as medidas. Todas elas.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala das Necessidades

Mensagem por Benjamin Redbird Malfoy em Dom 07 Ago 2016, 23:01

Mal conseguia acreditar no que estava a acontecer. Não queria ser piroso mas parecia mesmo que estava num sonho (Na verdade, eu sou bastante piroso, a Raquel sabe bem disso). Mal conseguia acreditar que ela tinha aceito namorar comigo. Ela que no inicio nem parecia gostar de mim!

- Nem sabes o que te espera ainda.

Disse-lhe meio a rir mas a ser sincero. Os meus lábios estavam no pescoço dela a beija-la levemente. Queria beijar cada pedaço dela. Queria que ela gostasse de tudo de mim. Queria que ela estivesse sempre a sorrir. Queria a fazer a mulher mais feliz do mundo.

Quando ela disse que nem gostava de loiros eu desatei a rir mas apoiei as mãos na cama, com a cabeça dela entre os meus braços e fiz um meio sorriso.

- Ai não gostas de loiros? Não te ouvi reclamar.

... Isso não era tecnicamente verdade. Ela reclamava bastante sobre a nossa situação em geral ou sobre como eu era parecido fisicamente com o meu pai. Mas ela começou a dizer que eu era o rapaz mais bonito que ela tinha visto na vida dela e eu senti-me derreter mais um pouco - não sabia que era capaz de mais disso depois de tudo o que ela me tinha dito.

- Não, eu sou mesmo capaz de ser o rapaz mais bonito que ja viste. - Disse com um meio sorriso e dei-lhe beijos nos lábios baixando-me e encaixando-me nela. - E também são as minhas mãos. E os meus lábios. E a minha lingua.

Disse baixo contra os lábios dela a sorrir malicioso. Não era como se isto fosse novo para nós. Mas meio que era. Eu agora sabia o que ela sentia por mim. Não tinha mudado nada fisicamente mas ela parecia ainda mais maravilhosa. E não parava de sorrir. Aquele sorriso fazia-me coisas.




Benjamin Redbird Malfoy
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala das Necessidades

Mensagem por Convidado em Seg 08 Ago 2016, 00:24

- Estou cheia de medo.

Disse irónica a morder-lhe o lábio. Não era novidade nenhuma o que estávamos a fazer. E depois tive de me rir.

- Sim, sim. És sem dúvida o rapaz mais lindo do mundo.

Supostamente eu devia estar a dizer isto em tom de brincadeira, mas era verdade. O meu menino mais lindo, o meu tesouro. Eu agora já não precisava de ter medo de lhe dizer o que sentia. Ou de lhe mostrar. Sim, eu era melhor a mostrar.

- Hum sim... As tuas mãos e os teus lábios também ajudam. E a língua, sem dúvida.

Tive de me rir ao dizer aquilo. Ele era tão querido e amoroso. Algo que eu nunca tinha pensado em ter para mim. Nunca mesmo. Sempre achei que fosse acabar com um idiota qualquer que ia estar presente o suficiente para dizer que estava ao meu lado. Agora não.

- Eu gosto mesmo de ti, Benjamin.

A facilidade com que as palavras saíam era incrível. E fazia-me querer rir e sorrir até me doer as bochechas e me saírem lágrimas. Mas ele já estava tão... Ocupado... Que eu nem atrevi a para-lo. Sabia tão bem. Era a primeira vez que fazia mesmo amor com alguém. Nunca me tinha dado ao luxo de sentir isso, de me deixar ir.

Claro que com ele sempre tinha sido algo mais, mas não como agora. Agora era tudo diferente e eu sentia em cada toque dele o amor que ele me queria dar. E eu ia aceita-lo. Queria mostrar-lhe que sentia o mesmo. Não queria ter medo. Parte de mim tinha medo que isto fosse um sonho ou que não fosse resultar.

Mas depois ele mexia-se e isso desaparecia. Ele beijava-me e eu só conseguia pensar no quanto o queria. Sempre que ele me tocava queimava e eu queria mais. Nem sei quanto tempo estivémos na cama mas pareceu-me insuficiente. Mesmo assim quando acabámos eu sorri. Sorri ao pensar que íamos ter todo o tempo pela frente para o fazer outra vez. E outra vez. E mais outra. Ele era meu. E eu era dele. Só isso. E isso era tudo.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala das Necessidades

Mensagem por Benjamin Redbird Malfoy em Seg 08 Ago 2016, 11:53

Ela dizer que gostava de mim só me deixava mais entusiasmado e com mais vontade de a beijar toda. Queria passar o tempo todo a beijar cada pedaço dela. Idolatrar cada canto dela. Mas também não conseguia parar quieto. Queria tocar lhe em todo o lado. Ela era tão linda. Não conseguia deixar de pensar em como ela era minha só minha....

Fiquei uns segundos a olhar para ela mas também não conseguia deixar de parar. Já estava dentro dela a sentir o calor dela todo me preencher. Amava isto. Mas agora ela estava mais livre. As mãos dela puxavam me e abraçavam me e tocavam me com carinho e isso fazia me querer explodir. Nao havia rapariga mais linda, mais inteligente e mais sexy que ela. Ela era tudo.

Eu respirava depressa quando acabavamos e queria mais. E mais e mais. Mas não tinha pressa. Ela sorriu para mim e o meu coração ia rebentar naquele momento. Entrelacei os meus dedos nos dela e encostei a testa na dela a olhar para ela a sorrir. Tínhamos todo o tempo do mundo para nós. Ela não ia se livrar de mim agora. Mas também... Acho que ela já não queria isso... Ela gostava de mim..




Benjamin Redbird Malfoy
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala das Necessidades

Mensagem por Convidado em Qua 10 Ago 2016, 11:07

Entrelacei os dedos no cabelo dele, a brincar com aquelas madeixas loiras maravilhosas. Tudo nele me deixava feita parva a olhar. Só que agora eu não precisava de esconder que gostava de olhar para ele e de lhe tocar. Essa era a melhor parte. Amar sem limites. E sim, eu disse amar. Não lhe ia dizer ainda. Isso era demasiado grande, demasiado importante. E demasiado precipitado também. Precisava de deixar isto assentar um pouco, ainda me sentia perdida e confusa com isto. Mesmo sendo a melhor parte da minha vida até agora. Quem diria?

- Ia ser muito mau se os teus pais soubessem.

Saiu-me. Não queria estragar o momento, mas ele não me largou então acho que não estraguei nada. Simplesmente comentei uma coisa que os dois sabíamos. Ia ser estranho, eu sei. E ele também sabia. Mas por outro lado eu estava-me bem a lixar para o que os idiotas dos pais dele pensavam.

- Não te importa que ninguém saiba?

Era uma pergunta estúpida, eu sei. Claro que ele se importava. Não íamos poder fazer coisas normais de namorados por enquanto. Eu também queria isso. Mas estava a rezar para que ele percebesse o meu medo. Eu não estava habituada a ter namorado, muito menos um a sério como ele. E que eu não trocava por nada.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala das Necessidades

Mensagem por Benjamin Redbird Malfoy em Qua 10 Ago 2016, 15:28

Senti as mãos dela no meu cabelo e sorri um bocado aninhando a minha cara no pescoço dela. Ela antes fazia estas coisas um bocado. Mas eu estava com a sensação que ela agora ia fazer muito mais. E eu não conseguia conter a minha felicidade. Ela antes prendia-se um bocado e olha agora. Encostei os lábios na bochecha dela e dei-lhe beijos na cara a sorri com o coração aos saltos. Estava tão feliz.

E ela depois falou dos meus pais e eu respirei um bocado fundo. Mas ela tinha razão. Se os meus pais soubessem eles iam ficar fulos. Apesar de já serem adultos e tal eles continuavam a não gostar dela. Até no dia em que eu falei dela lá em casa no inicio, eles avisaram-me logo para me afastar dela. não é como se eu fosse fazer isso. Não porque yolo e queria desobedecer-lhes, mas porque eu já estava com um panca por ela.

- Eu sei. Mas isso depois passava-lhes, uma coisa que eu tenho a certeza deles os dois é que eles amam-me e querem me feliz. - Encolhi os ombros. - Iam era por um tempo acreditar que sabiam que a melhor forma para isso era me afastar de ti.

Encostei a testa na dela a olha-la nos olhos. Os olhos dela eram tão bonitos.

- Claro que eles estão mais do que errados. Eu nunca me senti mais feliz na minha vida... - Disse com um pequeno sorriso e beijei-lhe o nariz. - Por isso não ia interessar de qualquer maneira.

Claro que eu não queria me chatear com os meus pais. Mas eu sabia o que estava a fazer. E sabia o que eu sentia. E eu conhecia a Raquel melhor que eles mesmo que eles fossem dizer que isso é mentira. Mas eu conheço-a. Eu amo-a. E eles os dois sabem muito bem que sempre me ensinaram para lutar por aquilo que se ama. Meio que isso ia virar-se contra eles.

- Não muito? Quer dizer, ninguém tem nada a ver com isso. - Respondi-lhe quando ela perguntou se não me importava. Encolhi os ombros. - Mas gostava de poder estar contigo sempre que quisesse... E ir sair e assim. Mas também podemos ir fora daqui, essa parte é na boa,

Disse com um sorriso. E estava a falar a sério. Mesmo que não pudessemos ter encontros aqui ao pé da escola, ela já podia aparatar então podiamos ir a qualquer lugar que quissessemos.

- O que me interessa é estar contigo, princesa. - Sorri-lhe apaixonado e colei os lábios nos dela.




Benjamin Redbird Malfoy
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala das Necessidades

Mensagem por Convidado em Qua 10 Ago 2016, 16:22

Eu continuava a ter medo de duas formas diferentes. Por um lado tinha medo por mim. Tinha medo que tudo isto não passasse de um sonho, de me estar a habituar a uma vida que não ia ser a minha, a um rapaz que não ia ser meu. Tinha medo que tudo isto fosse só uma fantasia e que de repente ia acordar e perceber que isto nunca acontecera.

Por outro lado tinha medo por ele. Tinha medo que isto fosse verdade mas que ele um destes dias acordasse e percebesse que estava enganado. Que eu não sou a princesa que ele acha que eu sou, que não sou mulher para ele. A bem dizer eu não sou mulher para ninguém, nem para mim própria iria ser, quanto mais. E isso era mau. Tinha medo que ele ouvisse os pais - e devia mesmo fazê-lo - e percebesse que não devíamos estar juntos.

- Não sei se passava, eles são bastante teimosos e irritantes.

Disse, a revirar os olhos. Velhos hábitos não morrem facilmente. Eu acho que nunca ia gostar deles. E não queria que ele deixasse de ir a eventos familiares por minha causa. Ou então eu tinha de começar a ir também. Lindo. Ia ser mesmo lindo.

- Fico feliz por achares isso. Quero dizer... Por estares tão confiante daquilo que sentes por mim.

Pelo menos um de nós estava confiante daquilo que estava a acontecer. Eu juro que queria estar também, e estava feliz. Só achava que há certas coisas que são demasiado boas para serem verdade. Ele era demasiado bom para mim para ser verdade.

Mas estes pensamentos desapareciam quando ele me beijava ou era carinhoso. Eu queria isto, queria mesmo muito. E ia ficar com ele. Viesse quem viesse. E se a mãe dele se metesse com merdas levava com um pontapé naquele rabo. Já tinha aturado muitas merdas deles na escola e não ia tolerar mais. Eles já tinham tido o final feliz deles, deixem-me ter o meu!

- Tudo bem, podemos ir a sítios mais longe daqui.

Acenei logo com a cabeça, enquanto me sentava. Eu ia mostrar que o amava, mesmo em frente a toda a gente. Só não ainda, não agora.

- Agora... Acho melhor irmos embora. Não?

Fiz um pequeno sorriso a olhar para a cinura. Eu acho que ele não queria ir a lado nenhum.

- Não podemos ficar aqui eternamente.

Mesmo que eu quisesse.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala das Necessidades

Mensagem por Benjamin Redbird Malfoy em Sab 13 Ago 2016, 12:36

Ela levantou se mas eu passei logo os braços pela cintura dela e deitei a cabeça no colo dela. Não queria sair daqui. Estava se mesmo mesmo bem aqui. Só nos os dois. Sem os problemas do mundo.

- Eu estou bem aqui.

Disse olhando para ela com um sorriso. Ela também estava a olhar para mim a sorrir. Acho que ela estava a pensar na mesma coisa.  

- Eu sei que não. Mas não era mal pensado... -  sentei me na cama também e puxei a para o meu colo a sorrir. - mas se sairmos daqui é para ir para o teu quarto ou para o meu, princesa.

Não a ia largar hoje. Na verdade nunca a ia largar nunca se fosse da minha vontade. Mas hoje principalmente.

- Acabou essa coisa de não passares a noite comigo - encolhe os ombros mas a sorrir com a mão na cara dela.  -  quero acordar e ver esta cara linda.

Porque antes ela saia sempre a meio da noite. Porque dia que não éramos nada para ter aquilo. Agora éramos namorados e eu queria aquelas pequenas coisas. Queria poder acordar ao lado dela e beija la.




Benjamin Redbird Malfoy
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala das Necessidades

Mensagem por Convidado em Ter 16 Ago 2016, 14:44

Eu sei que algumas coisas não estavam bem. Quer dizer... Para ser sincera, nada na nossa relação estava bem. Pelo menos a olhos alheios. Para nós estava mais que bem.

- Tudo bem, podemos ir para o meu quarto então. E sim, dormires lá a noite toda.

Não consegui evitar um sorriso ao pensar nisso. Ia ser bom ter uns braços fortes a abraçar-me durante a noite, a protegerem-me e a acarinharem-me. Sim, definitivamente não ir dormir mais sozinha.

- Anda lá, antes que eu mude de ideias.

Obviamente eu não estava a falar a sério. Não tinha intenção de o largar. Nunca mais. Aquilo que eu sentia estava certo. Apesar de parecer errado. Quem diria? Quem diria que eu ia terminar assim? Quem diria que um Malfoy ia ser a minha salvação?

Levantei-me e comecei a vestir-me, prendendo o cabelo e à espera dele, para irmos embora. Enquanto ele fazia o mesmo fiquei a observa-lo. Era um rapaz mesmo maravilhoso. Tudo o que eu queria, na verdade. Atencioso, querido, amoroso. Completamente boa pessoa, duvido que haja outro menino como ele num raio de mil milhões de quilómetros. E ele era todo meu.

- Anda lá, bebé.

Ainda não lhe tinha dito que o amava, apesar de sentir isso. Um dia. Um dia isso ia sair do nada e ia ser sincero e ele ia perceber isso. Dei-lhe a mão para irmos embora, dando-lhe um beijo nos lábios com um sorriso apaixonado. Sim, um sorriso apaixonado.

As coisas estavam óptima assim. Por agora.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala das Necessidades

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 12 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum