Mais da Administração
Foruns de Ajuda
Parceiros
Créditos
• Tablilla hecha por Hardrock de Savage Themes.
• Design criado por Joana Duarte. • Agradecimentos: Devianart; Savage Themes; Pottermore;

Campo de Quiddich

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Campo de Quiddich

Mensagem por Escola de Magia PT em Ter 06 Set 2011, 16:41

Relembrando a primeira mensagem :




Campo de Quidditch


O campo onde o jogo ocorre tem formato oval, com 152 metros de
comprimento por 55 de largura e uma área circular de aproximadamente 60
centímetros de diâmetro ao centro, de onde as bolas são lançadas. O
campo ainda possui, de cada lado, duas "pequenas áreas" onde se
encontram três balizas ou aros, cada uma com 15 metros de altura, em
frente às quais se posiciona o goleiro (keeper) para defender os aros da
goles, lançada pelos artilheiros (chasers) da outra equipa..











Escola de Magia PT
avatar
http://escolademagiapt.portugueseforum.net
Administrador da EMPT

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Josef Zouza em Seg 12 Dez 2011, 20:40

- Não sei não, acho que ele quer mais um balaço perto dele

oh não seja mázinha
*sorri*

*depois veio a abraço e não esperava nada por ele.*

-ei que bom um abraço desses sabe tão bem.


*gostei tanto do abraço que lhe dei um beijo demorado na face, aproveitar ela estar junto a mim não era muito habitual este tipo de acontecimentos.*

-ei sua pele está tão macia que os meus lábios ficaram com saudades de voltar a tocar.
*Sorri*
-vamos deixar voçe ainda mais bonita

*com a minha mão coloquei o seu cabelo no lugar e fiquei com a mão na sua cabeça e fiz uma festinha demorando um pouco. porém logo a seguir Sammuel apareceu tirando Karoline dizendo que a trazia já*

-Ei se precisar de alguma coisa chame -me Karol! *olhando para ela*
-E Sammuel espero que seja importante mesmo e que não faças nada de mal.

*disse lhe sério. tinha ouvido uns rumores sobre eles e não me meti mas se Karoline não estivesse bem aí teria de intervir*




*acção*
"pensamentos"
-minha fala
-fala dos outros
Josef Zouza
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Karoline Helena Lestrange em Sab 17 Dez 2011, 16:10

Aquele garoto era realmente louco, estava em um momento tão bom com o Josef, ele me fazia festinhas nos cabelos, e após meu abraço, ganhei um beijo na bochecha bem gostoso dele, gostava de estar ao seu lado, era um bom amigo
Derrepente fui puxada para longe daquele carinho, tirada dos braços que estava por outro braço que me puxava pela cintura


- Mas que diabos é isso?
Shocked

Olhei a minha volta a procura de ver o que acontecia comigo, pois via que estava a ser puxada com uma rapidez incrivel para o alto, quando olhei era o Samm me segurando firme pela cintura e me levanto ao alto, ALTO mesmo, mais um pouco e acho que conseguiria ver as Constelações todas que a Professora Catrina havia ensinado no ano anterior e até tocá-las
Por fim ele parou de subir e então veio a enxurrada de informações, fui tentando olhar em seus olhos e ver a verdade do que dizia, mas aqueles lindos cachos que ele tinha caiam sobre seu rosto e tudo parecia tão misterioso para mim como se ele fosse um outro Sammuel, não mais aquele garotinho maroto que eu havia conhecido na sala de aula


- olha..em primeiro lugar n pecisa falar nada agora..depois vc me responde ..eu quero que vc me perdoe...desde aquele dia n escutei de vc que tinha me descupado...eu..eu..fiz mta besteira..e agi cm uma criança irresponsavel..ent depois de perda..decidi que ia mudar..até a capitão cetinha a Kelly..admitiu que eu estava mudado...eu primeiro fui pedir a Nicole perdão..eu começei a desenhar e os meus desenhos eastão fikando bem bonitos...mas tiveram dois desenhos perfeitos que demorei semanas fazendo cada traço...um deles era um desenho da Nicole eu pedi perdão a ela , e ela apenas limitou-se a rasgar o papel..e confesso..que o que eu sentia por ela..caio no chão rasgado junto com o desenho..

Ao ouvir o nome da Nicole senti um arrepio me percorrer o corpo, ainda me lembrava das marcas que havia curado em seu pescoço pela mordida que ela deu de raiva ao saber da traição dele com ela, e não poderia culpá-la até cheguei a dar-lhe razão e briguei com ele por essa irresponsabilidade, no entanto não pude deixá-lo ali, e por isso o levei até minha casa e cuidei dele até meu Élfo o levar de volta são e salvo para casa
Apesar de tudo o que houve, ainda tinha sentimento fortes por ele e essas lembranças me doiam o coração, queria confortá-lo e dizer que sentia muito pelo que aconteceu, mas não tinha certeza do quanto ele havia mudado ou se eram só mais palavras jogadas ao vento


- * suspira* mas eu quero msm que me perdoe...e eu..já estava tentando me acostumar com o fato de que eu n tiha mais chances com vc..então? porque fez aquilo?? eu..eu já tava confuso o suficiente..tentando me acostumar..e agora..eu ..a sério..n me dê esperanças se agente n tiver nenhuma..

Eu jamais lhe daria esperanças faltas, mas também não podia sair por aí dizendo eu quero você e já ele teria que me provar que valia a pena meu carinho, minha presença perto dele, e isso não seria em um dia só

- Eu jamais daria esperanças falsas a qualquer um que fosse, muito menos a você, fiz aquilo porque quis, e não me arrependo, ainda gosto do teu beijo, mas não quer dizer que tudo esta bem e que esqueci o que aconteceu

Fiquei a olhá-lo até que ele continuou e me entregou aquele papel, não fazia idéia do que poderia ser, mas assim mesmo o peguei e abri

- e este aqui é o outro desenho mais perfeito que fiz...e se for rasgar..faça-o logo pra que eu pelo menos tenha certeza de que não temos nenhuma chance...e a minha cabeça fique menos confusa...não quero atrapalhar sua vida ..mais do que já fiz..eu mereço ..mas vc não..

Aquilo me atingiu como mil facadas, acho que se tivesse sido torturada pela Bella aquele dia em sua casa ou então, na Floresta, não teria doído tanto, aquela era eu, e realmente era um desenho perfeito, e de uma delicadeza que não esperava do Samm, conhecia seu dotes como cantos e compositor, mas como desenhista ainda não
Fiquei a olhar mais um tempo o papel, com lágrimas nos olhos, abraixei o rosto, de modo a cobrir mais meu rosto, pois como estava de cabelo preso, não daria para encobrir como ele fazia com aqueles cachos
Por fim resolvi falar e terminar aquela tortura de uma vez por todas

- O que realmente você sente por mim, ou sentia, ou ainda sente? Não quero te pressionar a nada, mas também não vou ficar sendo pressionada, e nem sendo a menininha boazinha, porque isso eu nunca fui, aliás tenho sido até amorosa demais com você, do que costumo ser com qualquer outra pessoa

Fixei meus olhos nos deles, puxando seu queixo firmemente com a minha outra mão livre, pois a direita eu segura firme em sua mão para não cair da vassoura

- Se quiser ficar comigo, agora terá de fazer por merecer, vai ter que me encantar di novo, vai ter que fazer com que eu realmente me apaixone por você mais do que já gosto de ti, vai ter que me provar que mudou, e que não vou chorar logo após o primeiro-segundo encontro mais uma vez

E assim esperei uma reação, resposta ou qualquer coisa dele, sabia que mais um pouco Josef iria aparecer ali, ele ficou preocupado com certeza com tudo o que estava a acontecer e eu não queria encrencas entre os dois, gostava muito deles para isso, e acima de tudo éramos uma equipe de quadribol






Karoline H. Lestrange|Slytherin|Namorando|24 Anos|Monitora|Revisora do Profeta Diário
Karoline Helena Lestrange
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Sammuel Nathan Young em Sab 17 Dez 2011, 17:14

- O que realmente você sente por mim, ou sentia, ou ainda
sente? Não quero te pressionar a nada, mas também não vou ficar sendo
pressionada, e nem sendo a menininha boazinha, porque isso eu nunca fui,
aliás tenho sido até amorosa demais com você, do que costumo ser com
qualquer outra pessoa

foi oque eu escutei , bem oque eu sinto por ela..como poderia explicar? começei a pensar um pouco e olhei nos olhos dela

-oque eu sinto por vc...é algo especial..é tipo assim..quando to do teu lado..eu me sinto utro cara, sinto vontade de n ser sempre o Sam de costume..fico sempre sorrindo quando to perto de ti, e ...resumindo..eu me sinto estranhamente feliz..

depois ela voltou a falar

- Se quiser ficar comigo, agora terá de fazer por merecer,
vai ter que me encantar di novo, vai ter que fazer com que eu realmente
me apaixone por você mais do que já gosto de ti, vai ter que me provar
que mudou, e que não vou chorar logo após o primeiro-segundo encontro
mais uma vez

fitei-a um momento calado, afinal, tinha de pensar no que ia dizer..ela pareceu já haver me perdoado n queria estragar tudo denovo.

- eu sei sim..porém eu n vou fazê-lo denovo Karol *fica olhando-a triste* eu sinto que mudei...mas e se eu conseguir te conquistar..e msm mudado n seja cm eu kero..muitas coisas n minha vida sçao sempre o contrário do que queria...se reconquistar vc denovo for te fazer sofrer..eu prefiro, que um outro cara consiga fazê-la sentir-se bem e feliz, se eu n fui competente o suficiente pra isso n foi??

Nesse momento devo ter lembrado d Josef..sei lá..apesar de parecer amizade..eu achava que eles já sentiam algo, e se eu estivesse entrando no meio da felicidade dela?? shit..
estava receoso no que disse mas se isso significava a felicidade dela n me importava que a minha fosse retirada.





Spoiler:


Sammuel Nathan Young
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Karoline Helena Lestrange em Sab 17 Dez 2011, 17:40

As palavras dele quase me fizeram cair da vassoura, minha vontade era realmente sumir dali, mas também não esperava nada menos por parte dele, e de nenhum outro homem eram todos iguais mesmo, não respondi nada, apenas me forcei a soltar de seu braço, que ainda se apoiava em minha cintura, e fixei-me aos olhos da onde Josef estaria, queria a compania de meu amigo, ele sempre me reconfortava, apesar de não querer nada comigo, pelo menos até aquele dia, só havia agido como amigo, virei minha vassoura rápidamente e antes de voltar a baixo, olhei nos olhos de Samm pela última vez, com a mais fria espressão que poderia ter, e acredite quando queria fazer isso conseguia ser o ser mais fria do mundo, se ele achava que a Nicole era fria como vampira, ainda não tinha experimentado o gelo do meu olhar

- Muito bem...seja feliz então, estarei torcendo por você, se precisar de alguma coisa, e não me encontrar, procure pela Bellatrix, pelo que ouvi você e Joanna são irmãos, então Bellatrix tem algo com seu pai, ou teve, não deve ser difícil encontrá-la, ela me dirá o que precisa

É claro que seria maravilhoso para a Bella saber outra forma de me torturar, mas eu estava acostumada com isso, já havia apanhado tanto, passado fome, sido maltratada, ridicularizada, e tantos outros preconceitos por ser Bissexual, que não seria um infeliz garotinho que iria me derrubar, e nem ela, então poderia aguentar isso
Virei pela última vez, e desci em direção aonde estava com Josef, com o coração congelado, e uma total sensação de indiferença se apoderando em mim






Karoline H. Lestrange|Slytherin|Namorando|24 Anos|Monitora|Revisora do Profeta Diário
Karoline Helena Lestrange
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Sammuel Nathan Young em Sab 17 Dez 2011, 17:49

Aquela reação dela , e aquele olhar, quase me fazem cair no chão, que estava mm longe, droga Sam vc conseguiu..afinal ela te odeia msm!! Eu tentei fazer com que ela n me odiasse, mas bem..se aquilo era por ela , pra deixá-la feliz, eu mereci aquele olhar... não pretendo nunca dizer a ela por que não queria conquistá-la denovo..vai ver assim aquela garota que tinha um olhar tão sofrido, como eu acho que só eu havia percebido, pudesse ser feliz, porque eu não pareço ser o tipo de cara que poderia fazê-la feliz, foi ótimo tê-la do meu lado por pouco tempo

Esperei que ela descesse e fui indo embora, não tinha msm saco nem disposição pra treinos hoje..já n tinha feito isso a tempo..mas estava na hora de beber e esquecer tudo aquilo, antes de ela estar longe, eu falei , n sei se alto n sei se baixo, mas sorri um pouco olhando sair e disse:

-seja feliz..msm que n seja cmg...se essa é minha sina..apenas seja feliz..

virei as costas e fui saindo pra qualquer inferno mais próximo e ao msm tempo longe dali..





Spoiler:


Sammuel Nathan Young
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Josef Zouza em Dom 18 Dez 2011, 01:41

"esta espera está a matar-me, mas que estarão eles a falar?"
*Estava olhando para eles e sentia-me com vontade de lá ir e tirar Karoline dali e irmos para outro lugar, aquele momento com ela tinha sido tão bom e doce, que queria mais. Apertava a vassoura com imensa força pois ao minuto gesto ou o chamamento de Karoline eu sairia disparado até ela. passaram se alguns momentos e já estava sem paciência "vou lá ter com eles ver o que se passa, espero que Sammuel não a magoe" porém poucos segundos depois Karoline desequilibrou se e quase caiu da vassoura, aí tomei uma decisão, ia intervir. "espere Karol eu estou a ir" aquela rapariga era muito importante para mim não a queria ver infeliz, comecei a subir rapidamente até que reparei que Karoline lhe tinha virado as costas e estava vindo na minha direcção. Voei com calma na sua direcção e apercebi me de sua expressão, estava diferente, boa coisa não poderia ter acontecido. aproximei me mais e perto dela quebrei o silencio.*

-Como estás? Fala comigo eu posso te ajudar.
* estiquei a mão para ela*
-Vem comigo, vamos descer e conversar confie em mim por favor.

*falei num turbilhão de emoções sentia uma preocupação enorme por ela e uma alegria gigantesca quando ela se aproximava, queria protege la, ajudar cuidar ver o seu sorriso de novo na cara e ia tentar fazer por isso* "não sei o porque mas não tenho recordação de sentir isto" fiquei com aquele pensamento na cabeça misturado com outros tantos.*




*acção*
"pensamentos"
-minha fala
-fala dos outros
Josef Zouza
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Karoline Helena Lestrange em Seg 19 Dez 2011, 00:04

Logo a descida notei que Josef estava a subir, de certo não aguentou mais esperar, ou notou que algo havia dado errado, fui ao seu encontro tentando me equilibrar na vassoura, estava feliz por finalmente rever seu rosto, que era tão amigo e reconfortante, não conseguia lembrar de mais ninguém que conseguia me deixar assim tão segura só por estar perto
Antes mesmo de chegar perto e parar a vassoura, ele já veio em meio a um turbilhão de perguntas e vi que estava realmente preocupado, não queria que isso acontecesse, mas estava arrasada, quando me pediu para descer e conversar, achei que seria essa mesmo a melhor decisão, não saberia quanto tempo mais aguentaria me sustentar naquela vassoura


- Melhor descermos mesmo....

Mal consegui pronunciar as palavras, com custo acho que havia falado alto o suficiente para ele ouvir e me seguir até o chão, estava com uma imensa vontade de chorar, gritar, espernear, não imaginava que um simples garoto poderia fazer isso comigo, mas Sammuel conseguiu, passei a mão pelo cabo da vassoura tentando me afirmar e fui em direção ao chão, desci da vassoura, e esperei Josef desmontar também, não sabia o que dizer ou o que fazer, então só me limitei a ficar encarando os balaços que não havia lembrado de devolver a caixa






Karoline H. Lestrange|Slytherin|Namorando|24 Anos|Monitora|Revisora do Profeta Diário
Karoline Helena Lestrange
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Josef Zouza em Seg 19 Dez 2011, 21:14

- Melhor descermos mesmo....

-Ok estou mesmo ao teu lado vamos.

*fomos descendo gradualmente até atingir o chão desmontei a vassoura e enquanto caminhava para junto dela admirando a.*

-Está tudo bem agora eu cuido de ti, mas antes...
*amarrei-a a mim num abraço forte e encostei a minha cabeça na dela.*
-Estava muito preocupado contigo, minha vontade era de ter ido logo lá ter contigo, mas como te sentes??

*Não era a melhor pergunta mas era o que queria saber o estado da situação se era grave muito grave ou mesmo péssimo pelo jeito das coisas a postura etc devia estar perturbada e não era pouco*

-diz me qualquer coisa que te anime e eu farei para que resulte.


*disse lhe tentando aliviar um pouco seu estado de alma.




*acção*
"pensamentos"
-minha fala
-fala dos outros
Josef Zouza
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Karoline Helena Lestrange em Ter 20 Dez 2011, 21:12

Não demorou muito até que ele chegasse perto de mim, em meio a um abraço apertado foi me perguntado várias coisas, como eu me sentia e tal, eu não tinha vontade de falar, não queria falar mais nesse assunto, não só porque ainda estava difícil de engolir o que havia se passado a pouco, mas porque me estava decidida a por um fim naquela história de uma vez por todas.

A vontade de chorar ainda teimava em ficar dentro de mim, tentava resistir o mais que podia, no entanto quando dei por mim, estava apertando Josef mais para perto, me recostando em seu peito, e deixando que as lágrimas caíssem

Não sabia o que dizer a ele, e nem sabia até onde ele estava a par do que eu tinha tido com o Samm ou do que não tinha tido também, mas não queria sair daquela posição, estava confrotável ali, segura, e reconfortada, então continuei a chorar, e a abracá-lo mais forte, pedindo desculpa pelo meu mau comportamento, eu não era daquilo e ele sabia disso

- Me desculpe, Josef, ma...mas não aguento mais tudo isso

Continuei a chorar, pois tinha uma única certeza assim que as lágrimas secassem eu nunca mais choraria por aquele motivo






Karoline H. Lestrange|Slytherin|Namorando|24 Anos|Monitora|Revisora do Profeta Diário
Karoline Helena Lestrange
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Josef Zouza em Qua 21 Dez 2011, 00:02

*Karoline acolheu meu abraço e pelo que via estava a conforta la isso deixava me um pouco aliviado ela era muito importante para mim*

-Não chores mais por favor peço te.

*olhei para o horizonte e não estava ninguém apenas estávamos ali nos os dois, senti o meu coração bater forte.*

-Me desculpe, Josef, ma...mas não aguento mais tudo isso

-Ei não pense mais nisso, vá Karol seu coração está partido mas com carinho ele se conserta. Feliz é aquele que procura pela felicidade. por isso não deixe de procurar a sua.

*ver o sofrimento dela marcou me tremendamente, quando baixei a cabeça para a poder ver, uma lágrima caiu me pelo rosto. "Karoline"*




*acção*
"pensamentos"
-minha fala
-fala dos outros
Josef Zouza
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Karoline Helena Lestrange em Qua 21 Dez 2011, 21:48

Ele estava a fazer de tudo o que podia para me reconfortar, e eu era agradecida por isso, as lágrimas já estavam a acabar, e eu certamente com os olhos inchados e vermelhos ouvia o que ele me dizia

-Ei não pense mais nisso, vá Karol seu coração
está partido mas com carinho ele se conserta. Feliz é aquele que procura
pela felicidade. por isso não deixe de procurar a sua.


Aquele garoto tinha razão não podia ficar daquele jeito por muito tempo, e nem queria isso, sempre fora tão forte, nunca havia me deixado abater daquela forma, precisava reagir de alguma maneira

- Você tem razão eu preciso mudar isso, eu preciso mudar por dentro, e talvez por fora também

Dizia isso levantando minha cabeça de seu peito, e tentando olhá-lo, era uma tarefa difícil pois estava com a visão embaçada pelo choro, reparei que naquele momento ele também estava a me olhar






Karoline H. Lestrange|Slytherin|Namorando|24 Anos|Monitora|Revisora do Profeta Diário
Karoline Helena Lestrange
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Josef Zouza em Qui 22 Dez 2011, 01:39

*o seu rosto estava coberto de lágrimas então com as minha mãos limpei a sua face o melhor que podia*

-Eu estarei sempre aqui para o que precisar.
*dou lhe um beijo na testa* e estarei aí dentro se tu quiseres.

*ao mesmo tempo que falava coloquei a minha mão sobre o seu peito do lado esquerdo sentindo o seu coração. era óbvio que era bastante directo o que aquilo queria dizer, gostava de Karoline não apenas como amiga sentia algo mais que uma simples amizade e mais que uma vontade de ajudar era uma obrigação que sentia de a ver bem e a sorrir.
aproximei me dela deixando do me numa posição frontal ao ponto de a poder beijar. "talvez isso a magoe e deixe mais confusa e abalada" parei a uns centímetros da sua boca não queria meter os pés pelas mãos esperei pela sua reacção talvez ela me desse um sinal do que sentia e queria*




*acção*
"pensamentos"
-minha fala
-fala dos outros
Josef Zouza
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Karoline Helena Lestrange em Sex 23 Dez 2011, 21:12

-Eu estarei sempre aqui para o que precisar. *dou lhe um beijo na testa* e estarei aí dentro se tu quiseres.

Aquilo era muito mais que uma indireta, ao mesmo tempo em que disse foi-se aproximando do meu rosto, era óbvio que iria me beijar, mas então parou a centímetros talvez a espera de uma reação minha, josef era uma rapaz muito legal, eu gostava demais de estar ao seu lado, mas não sabia se era o que queria no momento, se estava preparada para aquilo, acabara de receber um belo chuto no traseiro do Samm a alguns minutos atrás, não podia dizer que estava 100% bem, e muito menos que aquele tão amável garoto era dono do meu coração, estaria mentindo, e enganando a nós dois

Deixei-me passar mais alguns segundos e por fim, virei meu rosto e dei-lhe um beijo na bochecha, não podia fazer aquilo com Josef pelo menos não agora, quem sabe daqui a alguns dias, ou semanas não sabia ao certo


- Josef, eu não posso agora...e-eu acabei de levar um dos maiores pés na bunda da minha vida, estou magoada, estou com raiva, não seria justo com você, estaria te enganando, estando contigo, ao mesmo tempo que estaria com a cabela em outro lugar, não sei o que fazer, estou confusa, ainda mais confusa do que estava a pouco *suspira*

Fui dizendo em meio a uma enxurrada de palavras, quase perdi o folêgo e fiquei a olhá-lo por um tempo, não queria magoá-lo, quem sabe se ele pudesse me dar um tempo, esperar um pouco, aquilo estava a me dar dores de cabeça

- O que me diz...me daria um tempo pra pensar, eu sei que não é justo com você, mas estou demais confusa, e tonta, *ficando realmente tonta*...não sei nem mais o que te falar

Baixei minha cabeça e tapei o rosto com as mãos, aquilo era um caos e eu é quem estava a provocar tudo aquilo







Karoline H. Lestrange|Slytherin|Namorando|24 Anos|Monitora|Revisora do Profeta Diário
Karoline Helena Lestrange
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Josef Zouza em Dom 01 Jan 2012, 13:57

-Tudo o que precisares eu ofereço e respeito todas as tuas decisões.

*Segurei Karol pois não estava bem cambaleou e tive medo que caísse. Imaginava o que ela poderia estar a sentir pois eu nunca tinha estado numa situaçao semelhante á dela porem queria deixa la bem e nao a confundir.*

-Vem eu acompanho te até casa ou até outro lugar para que possas estar mais confortável, e reflectires um pouco, um lugar melhor para colocar as ideias no lugar, não aqui no campo.

*arrumei a caixa com todo o material usando magia. segurei uma mão de Karoline e com a outra passei a mão pelo seu cabelo.*

-Quando te sentires preparada podemos ir.


*não a pressionei apenas queria que descansa se e depois mais alturas iriam aparecer para conversar*




*acção*
"pensamentos"
-minha fala
-fala dos outros
Josef Zouza
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Karoline Helena Lestrange em Qui 12 Jan 2012, 21:38

Ele estava ser um fofo mesmo como sempre, me segurou pois percebeu que estava meio cambaleando O.o
Depois recolheu meus equipamentos com toda a perfeição meus balaços estavam de volta a caixa.


- Obrigada por isso

Abracei-o forte, e fiquei com minha cabeça encostada em seu corpo, não queria falar muito, só ir pra casa

- Podemos ir agora, quero ir pra casa, preciso descançar, e tenho atitudes a tomar

E assim deixei que ele me conduzisse até em casa






Karoline H. Lestrange|Slytherin|Namorando|24 Anos|Monitora|Revisora do Profeta Diário
Karoline Helena Lestrange
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Catrina Backras em Sex 10 Fev 2012, 20:36

Estava cansada de ficar em casa, ou só de passear sozinha nas baladas, e ruas daquela cidade, então resolvi, ir a escola e dar umas voltas por lugares ainda não visitados, foi em meio a esse tour que percebi nunca ter ido ao campo de Quiddich, então mais do que rapidamente me dirigi até lá

Chegando ao campo, dei voltar ao gramado e depois fui me sentar em uma das arquibancadas, a olhar para os lados imaginando como seriam as aulas dadas ali, aquilo me lembrava muito Beauxbatons, apesar de algumas alunas serem "delicadas" demais para jogar Suspect

Fiquei a observar o campo, olhando a vista que dava do castelo e de seus arredores pela última fileira da aquibancada, vez ou outra descendo e observando como era o lado de baixo da campo, e a entrada por onde as equipes se preparavam para o jogo, por fim me dirigi ao centro do campo, e deitei-me ali, deixando o tempo passar de olhos fechados









Catrina Backras
avatar
Adulto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Julia Leferee Bisbal em Seg 13 Fev 2012, 18:07

Pronto, eu tinha que me dedicar. Se queria continuar no time, tinha que estar me esforçando sempre. Estava treinando bastante, mas quanto mais, melhor o.o

Por isso peguei os equipamentos que precisava e fui para o campo. Subi na vassoura e dei impulso, fazendo voltas pelo campo. A professora Angelina também tinha sido artilheira! Talvez algum dia, se eu me esforçasse muito, poderia ser boa como ela! cheers





5º ano Casada com Javier Bisbal | |


Julia Leferee Bisbal
avatar
Ex-Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Catrina Backras em Ter 14 Fev 2012, 20:32

Estava quase a dormir no campo, quando sinto um vento a passar por cima de mim Shocked

- Mas que raios......


Já ia sair xingando quando olhei para cima, e vi a menina Julia a voar, afinal das contas ela nem reparou que eu estava deitada ali, e quase me levou junto a vassoura Suspect









Catrina Backras
avatar
Adulto

Voltar ao Topo Ir em baixo

lixo -----

Mensagem por Francisca Hale em Qua 22 Fev 2012, 16:31

Tinha acabado de sair da redacção do Profecta e ia aproveitar para descontrair um bocadinho a voar pelo campo de Quiddich. Quando lá cheguei vi a Julia e a professora Catrina.

- Olá! Smile






Francisca Hale | Huffepuff [color=#e3d80d]| Solteira

Francisca Hale
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Angelina Rose Stewart em Qua 11 Abr 2012, 03:03

Esta história da Anna era uma coisa que estava realmente a atrofiar-me a cabeça. Sentia-me completamente a mais e não havia nada que o Paul dissesse ou fizesse que me tirasse isso da cabeça. Com a Chelsea, admito que foi paranóia minha. Mas agora não era. Era bem mais real do que aquilo que eu alguma vez pensei que se viesse a tornar.

Sinceramente, às vezes tinha vontade de sair de casa. Dava-me a sensação de que o Paul só estava comigo por obrigação, dada a minha gravidez e o facto de sermos recém-casados. Mas eu não queria isso. Além de amá-lo e querer a felicidade dele acima de tudo, também já era grandinha o suficiente para seguir com a minha vida caso não seja eu quem ele quer. Então só gostava que ele fosse realmente sincero comigo.

Depois de sair do gabinete, decidi não ir para casa. O Paul ainda estava na escola, por isso não queria ficar lá sozinha. Então peguei na minha vassoura, pus o equipamento de protecção e levantei voo.
Enquanto estava no ar, ia pensando em todas as coisas que me atormentavam o cérebro.

- Eu amo-te, Angelina...só a ti...

Ouvia isto a toda a hora, mas não sabia se era verdade. Aliás, era uma coisa que já não conseguia sentir da parte do Paul como sentia antes, sem que ele sequer precisasse de abrir a boca.

- Mas ela é importante para mim...vai ser sempre, porque foi a primeira...

Ele nem sonhava o quanto isso me magoava. Rodopiei no ar, numa volta completa de 180º, coisa que efectuava tão facilmente como se estivesse sentada numa cadeira a comer um chocolate. Ia ser sempre ela. Sempre. Ele ia pensar nela o resto da vida, quer ela estivesse presente, quer não. Eu nunca ia ocupar o lugar dela, ser melhor do que ela, ser aquela que o faria sonhar de olhos abertos e querer junto dele a toda a hora.

- Acredita em mim, amor...só me importas tu e os nossos bebés...

Claro. Que estupidez! Como é que eu podia sequer ponderar a hipótese de deixá-lo? Ele estava tão feliz com a ideia do casamento e da gravidez...Era isso Smile Eu estava a dar-lhe o que ele queria. Estava a construir uma família com ele, um futuro, uma história. Contornei um arco lá em cima, com um sorriso no rosto. Tinha que parar com estas ideias parvas.

- ...Mas talvez a presença dela não me passe assim tão ao lado...

Já estava séria de novo. Não conseguia entender! Se ele gostava da Anna, estava comigo porquê? Porque é que não dizia a verdade de uma vez e me deixava orientar a minha vida? Porque é que continuava a iludir-me, a manter-me numa fachada, numa felicidade que não existe senão na minha cabeça?

- Angelina, por favor...! Eu amo-te! Só a ti! Acredita em mim, amor...

Então, mas...se era eu quem ele queria, porque é que não afastava a Anna de vez? Porque é que continuava a falar com ela, a alimentar-lhe conversas sobre o que tiveram, a recordar a relação deles? Não conseguia entender!

Imersa nos meus pensamentos, deixei-me estar lá em cima a manobrar. Voar acalmava-me, geralmente, mas agora não estava mesmo a resultar.







Angelina Rose Stewart

| Directora da EMVL | Professora de Voo | Treinadora de Quidditch |
| Psicóloga | Viúva |
Angelina Rose Stewart
avatar
https://www.facebook.com/angelinarosestewart
Ex-Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Paul Stewart em Qua 11 Abr 2012, 12:01

A Angelina já tinha acabado as aulas, mas não tinha ido para casa por isso mandou-me uma mensagem a avisar que estava no campo e a pedir para ir ter com ela quando chegasse.
Saí da minha sala de aulas, fui guardar os livros na sala dos professores e fui para o campo de Quiddich, entrei por trás, pelas bancadas e sentei-me no centro a mira-la ao longe.
Não gostava muito que ela voasse durante a gravidez, confesso. Mas sei que é menos perigoso do que participar nos jogos e como não a quero privar de tudo, preferia que ela só voasse.

Quando ela olhou para mim, acenei-lhe. Notei uma expressão estranha na cara dela e sabia qual era o motivo disso. A Anna. Dei por mim a suspirar, não eram saudades da Anna, nem arrependimento por ter casado com a Angelina, porque divorcio ou separação nem me passava pela cabeça, sequer! O que mantinha a Anna ligado a mim, era só o que nós passamos juntos, o facto de ter sido com ela que perdi a minha virgindade, o facto de ela me ter abrigado em casa dela quando saí da casa dos meus pais....Nada mais do que isso.

Eu amava a Angelina mais do que tudo na minha vida....Quer dizer, agora tinha os bebés! E isso deixava-me realmente feliz Smile Mas a Anna nunca ia chegar aos calcanhares dela, não ia. E ultimamente eu não andava muito contente com a minha vida, porque o Peter e a Anna decidiram aparecer em péssima altura, péssima! Estava tudo bem até eles chegarem. E podiam perfeitamente continuar.... Se a Anna não me quisesse recuperar. Eu já lhe disse para ela seguir com a vida dela, mas ela quer-me. E eu entendo isso, porque eu também lutei pela mulher que amo -A Angelina - quando ela acabou comigo. Mas não valia a pena o que a Anna estava a tentar fazer. Eu estava feliz com a vida que tinha e não queria mudar nada.

Tinha as minhas ideias bem definidas: Angelina e os meus filhos. Só.






Paul Stewart
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Angelina Rose Stewart em Qua 11 Abr 2012, 13:41

Algum tempo depois, o Paul apareceu. Sentou-se nas bancadas e acenou-me. Quando o vi, respirei fundo e esforcei-me por parecer animada, aterrando a vassoura. Tirei as joelheiras e o capacete, arrumei a vassoura e subi às bancadas para ir ter com ele.

- Olá, 'mor Smile - Disse eu, dando-lhe um beijinho e sentando-me ao lado dele. - Já acabaste o que estavas a fazer?







Angelina Rose Stewart

| Directora da EMVL | Professora de Voo | Treinadora de Quidditch |
| Psicóloga | Viúva |
Angelina Rose Stewart
avatar
https://www.facebook.com/angelinarosestewart
Ex-Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Paul Stewart em Qua 11 Abr 2012, 20:11

- Olá baby.. Smile - Disse, sorrindo. - Ainda podes continuar a voar, é cedo e eu espero Smile





Paul Stewart
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Angelina Rose Stewart em Qua 11 Abr 2012, 23:31

- Só se vieres comigo! - Disse eu, desafiando-o.







Angelina Rose Stewart

| Directora da EMVL | Professora de Voo | Treinadora de Quidditch |
| Psicóloga | Viúva |
Angelina Rose Stewart
avatar
https://www.facebook.com/angelinarosestewart
Ex-Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Paul Stewart em Qua 11 Abr 2012, 23:41

- Isso não me parece boa ideia, mor... Suspect Nunca fui muito bom a voo... - Não era boa ideia o.O Ela voava parecia uma flecha, e eu...eu parecia sei lá o quê -.- - Além disso não tenho aqui a minha vassoura.





Paul Stewart
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Quiddich

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum