Mais da Administração
Foruns de Ajuda
Parceiros
Créditos
• Tablilla hecha por Hardrock de Savage Themes.
• Design criado por Joana Duarte. • Agradecimentos: Devianart; Savage Themes; Pottermore;

Lago Negro

Página 5 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Lago Negro

Mensagem por Escola de Magia PT em Ter 06 Set 2011, 16:48

Relembrando a primeira mensagem :




Lago Negro

O lugar preferido de metade do castelo. O lago é gigante mas a melhor
parte fica perto de um velho carvalho, onde os alunos se sentam e
descansam.
Dentro do próprio lago existem milhares de criaturas, umas conhecidas, outras nem tanto.











Escola de Magia PT
avatar
http://escolademagiapt.portugueseforum.net
Administrador da EMPT

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Lago Negro

Mensagem por Karoline Helena Lestrange em Qua 16 Nov 2011, 02:10

Fiquei a olhá-lo com surpresa, como ele me deixa sem saber de uma notícia dessas ??? affraid

Levantei-me e fui até a moto, pegando o capacete, antes de subir, pra resolvi dar-lhe mais um beijo, mas terminei logo, baixei o capacete no rosto e subi a moto esperando que ele partisse, com um sorri brincalhão escondido no rostoo coberto pelo protetor

- E aí gurizinho das surpresas não vamos mais embora, ou perdeu as chaves??






Karoline H. Lestrange|Slytherin|Namorando|24 Anos|Monitora|Revisora do Profeta Diário
Karoline Helena Lestrange
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Sammuel Nathan Young em Qua 16 Nov 2011, 02:20

Despois de um beijo mais breve já tava na hora de levar ela de volta.foi mt legal então arranquei logo com a moto, dando uns desvios.pra ter ela um tempinho mais perto

-já já chegamos, senhorita lestrange..n se preocupe..eu te levo do msm jeito que fui buscar xD

disse enquanto já estavamos bem perto da casa dela.





Spoiler:


Sammuel Nathan Young
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Sammuel Nathan Young em Qua 16 Nov 2011, 23:30

chegamos a casa dela , eu estacionei , e tirei-lhe o capacete, e a fui acompanhar até na porta.
- bem , está entregue..e n faltou nenhum pedaçinho * olha-a um pouco e depois ri* mas bgd..a noite foi o piko..espero que depois que passarmos poder sair mais Smile , vou kerer te levar as festas cmg..pois eu adoro festas * sorri*

fico um pouco na porta a me despedir dela.





Spoiler:


Sammuel Nathan Young
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Karoline Helena Lestrange em Qui 17 Nov 2011, 17:46

- Ahhh festas é comigo mesma Wink

Ele ficou a conversar mais um pouco, no entanto o sono estava a me acabar, já era bem tarde, despedi-me com mais um beijinho e fiquei a olhar ele indo embora na moto






Karoline H. Lestrange|Slytherin|Namorando|24 Anos|Monitora|Revisora do Profeta Diário
Karoline Helena Lestrange
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Sammuel Nathan Young em Sex 09 Dez 2011, 01:02

Acabando de andar pela floresta, sai e resolvi que tinha outro lugar pelo qual tbm gostava muito..
o lago era esse lugar..a última vez que vim aqui foi com a Karol..e foi bem legal...agora estav vindo msm sozinho..com a Marrie tbm..e começei tbm um desenho do lago que gostava tanto.. desenhei e coloquei ao fundo duas pessoas sentadas , a conversar, era tudo que sentia vontade de fazer por aqueles tempos..pelo menos pra me manter numa boa n sei bem por quanto tempo...
ao fim fiquei sozinho e fui nadar um pouco deixando um pouco o caderno de ladoe caindo na água.





Spoiler:


Sammuel Nathan Young
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Rodolphus Lestrange em Qui 15 Dez 2011, 16:58

Eu andei em direção ao lago, sentindo meus passos por vezes saírem tortos. Culpa da bebida. Mas eu não me importava. Não tinha com o que me importar. E também não tinha quem se preocupasse comigo.

Suspirei e arranquei os saltos, jogando-os por qualquer lado. Desde que o Ryan me deixou definitivamente, eu perdi o pouco que tinha. E toda a dor voltou, toda amargura, todos os problemas e todas as coisas que eu lutava para esquecer. Tudo caiu em cima de mim, com a força do mundo. Então bebi, transei com já não sei quantos garotos, fumei e voltei para o mal caminho de antes. Tudo porque eu precisava de alguma distração.

A dor me consumia por dentro e por fora. Meu peito queimava sempre que eu me permitia pensar com clareza.

Não era toda a culpa do Ryan... Eu sei que gostava dele, mas eu entendia que meu sofrimento não vinha por culpa dele.

Meu sofrimento vinha única e exclusivamente de solidão. E na verdade, me acompanhava desde que eu tinha perdido minha irmã, minha melhor amiga, e de certa maneira a razão da minha existência, que agora era sombria. Gabriella. Ela me fazia tanta falta!


Estar com o Ryan disfarçava o sentimento, mas nunca acabava com ele.

Respirei fundo e atirei a garrafa que eu segurava para algum lugar, assim como tinha feito com os sapatos.

Me deitei à margem do lado, e olhei para baixo, para o lago escuro, onde a Gabriella costumava ficar.


-Eu preciso de você... - sussurrei, bem baixinho.

Balancei a cabeça e me inclinei outra vez para o lago, prendendo a respiração ao observá-lo.


Última edição por Ana Clara Petry em Sab 07 Jan 2012, 15:49, editado 1 vez(es)





Rodolphus Lestrange
Rodolphus Lestrange
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Convidado em Qui 15 Dez 2011, 19:17

Eu ultimamente queria distrair-me um bocadinho dos jogos de vídeo, o meu pai tinha razão: só fazia mal e não me deixava apanhar ar livre. Então fui até ao lago da escola, apanhar ar como a minha mãe dizia e pus-me a praticar durante um bocado os meus poderes. Ainda não sabia bem usa-los. Bem... Para dizer a verdade, não sabia usa-los de todo. silent Mas ia aprender.

- Bolas! Shocked está difícil!

Continuei durante um bocadinho e depois olhei para outra parte do lago. Estava lá uma menina. Mordi as bochechas por dentro, a pensar se devia ou não ir lá, ela parecia triste. Resolvi ir, eu era pequenino, já sabia, lembravam-me isso muitas vezes, mas talvez a ajudasse e eu tinha a solução ideal! Cool

- Olá! Very Happy Queres chocolate?

Já estava a comer o chocolate sem me aperceber Shocked e fiquei logo todo corado, era falta de educação, acho eu! Shocked

- Hum... É bom na mesma, só mordi um bocadinho! silent Estás triste? Porque? Que aconteceu? Queres um abracinho? A minha mãe diz que ajuda muito! Very Happy
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Sammuel Nathan Young em Seg 19 Dez 2011, 17:05

No topo da torre do relógio não tinha como ficar, é incrivel como depois que passei a ir lá, várias outras pessoas apareciam... isso me deixava constragido, se eu estava lá era pra tá sozinho..sei lá.

Posso dizer que as minhas férias não estavam sendo nada como eu imaginei.Desilusões, coisas que prometi fazer e não fiz, coisas que prometi não fazer e fiz -.- . Shit, nada estava dando certo pra mim mesmo.

Sentado a beira do lago cabisbaixo e com os pés na água a olhar meu reflexo que se desfazia toda vez que eu mexia os pés.

-Shit, porque é que eu sempre acabo fazendo algo que eu sinto que vou me arrepender?? que coisa incrivel...

Eu não gostava de mostrar que u tbm chorava, então toda vez que sentia vontade de fazer isso , eu ia pra um lugar onde eu tivesse 90 % de certeza de que ninguém ia a aparecer, afinal chorar..era pra mim..como mostrar uma fraqueza, e naquele momento eu me sentia fraco, ali sozinho..só escutando o barulho da água se mexendo devagar.

Depois involuntariamente eu começei a chorar, assim do nada, eu sabia que não era mais pela confusão que foi a minha troca de familia...foi só por fazer as coisas erradas..comigo..com a Nicole...com a Karol..eu percebi..ela..ela simplesmente mudou e me olhou como se eu tivesse enfiado uma faca nela, mas que outro jeito tinha?? Eu ia tentar consuqitá-la e correr o risco de em uma recaída magoá-la sei lá? NÃO ! ela n merecia aquilo...eu não merecia aquela garota..nem merecia tudo que ela foi legal comigo..talvez daquele jeito ela deixasse de gostar de mim e se afastasse e asim afastava as chances de eu fazê-la mal...eu sento que mudei..só não sei se vou permanecer assim..mas eu vou lutar pra ser .

fiquei um pouco ali, com meus pensamentos e com um olhar triste profundo olhando a água vendo que se eu fosse água agora..n teria problemas..só deixaria ser levado pelo vento..e voltar denovo..num vai e vem tranquilo..quieto..sem problemas..sem decisões..sem nada..





Spoiler:


Sammuel Nathan Young
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Mason A. Potter Malfoy em Qua 21 Dez 2011, 21:13






Há algum tempo que eu queria fazer isto... Algo me chamava para o fazer... Sentei-me na relva e conjurei a minha viola. Respirei fundo e olhei o lago começando a tocar.
What day is it
And in what month
This clock never seemed so alive
I can't keep up and I can't back down
I've been losing so much time

Cause it's you and me and all of the people
With nothing to do, nothing to lose
And it's you and me and all of the people and
I don't know why I can't keep my eyes off of you

All of the things that I want to say
Just aren't coming out right
I'm tripping on words, you got my head spinning
I don't know where to go from here

Cause it's you and me and all of the people
With nothing to do, nothing to prove
And it's you and me and all of the people and
I don't why I can't keep my eyes off of you

Something about you now
I can't quite figure out
Everything she does is beautiful
Everything she does is right

Cause it's you and me and all of the people
With nothing to do, nothing to lose
And it's you and me and all of the people and
I don't know why I can't keep my eyes off of you

You and me and all of the people
With nothing to do, nothing to prove and
It's you and me and all of the people and
I don't why I can't keep my eyes off of you.

What day is it
And in what month
This clock never seemed so alive


Continuei a tocar normalmente, sentindo-me bem enquanto o fazia. Parecia que me dava calma. Sorri internamente e mudei a musica. Esta tinha uma história para mim. Like We Usted To.

I can feel her breath as she's sleepin' next to me
Sharing pillows and cold feet
She can feel my heart, fell asleep to its beat
Under blankets and warm sheets

If only I could be in that bed again
If it were only me instead of him

Does he watch your favorite movies?
Does he hold you when you cry?
Does he let you tell him all your favorite parts when you've seen it a million times?
Does he sing to all your music while you dance to "Purple Rain?"
Does he do all these things, like I used to?

Fourteen months and seven days ago
Oh, I know you know
How we felt about that night
Just your skin against the window
Oh, we took it slow
And we both know
It should've been me inside that car
It should've been me instead of him in the dark

Does he watch your favorite movies?
Does he hold you when you cry?
Does he let you tell him all your favorite parts when you've seen it a million times?
Does he sing to all your music while you dance to "Purple Rain?"
Does he do all these things, like I used to?

I know, love, I'm a sucker for that feeling
Happens all the time, love, I always end up feelin' cheated
You're on my mind, love, I told you I don't when I need it
It happens all the time, love, yeah

Will he love you like I loved you?
Will he tell you everyday?
Will he make you feel like you're invincible with every word he'll say?
Can you promise me if this is right:
Don't throw it all away?
Can you do all these things?
Will you do all these things
Like we used to?
Oh, like we used to...


Fiquei mais um tempo ali. Só a tocar.





Words: ????
Notes:
You and Me - Lifehouse - http://www.youtube.com/watch?v=kxPq2thE4do
Like We Used To - Rocket to The Moon - http://www.youtube.com/watch?v=0bN41oecGHo
Tagged: No One
Number: 1
Templat: Sabrin para os membros do Oops!





Does he sing to all your music... While you dance to Purple Rain? Does he do all these things...Like I used to?




Mason A. Potter Malfoy
avatar
Auror

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Sofia Redbird Malfoy em Qua 21 Dez 2011, 21:35

Estava cheia de livros na mão, precisava de fazer umas pesquisas. Sim, eu sei... Parece que é dar graxa aos professores estudar nas férias -.- mas não é. não tinha nada que ver com a escola. E depois ouvi aquela voz que eu reconheceria em qualquer lugar. Pus-me atrás de uma árvore a ouvir, maravilhada, e quando o Mason acabou aproximei-me dele.

- Na escola a esta hora? Smile

Pus livros na relva e sentei-me ao lado dele.
Sofia Redbird Malfoy
avatar
Vice-Director da Escola

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Mason A. Potter Malfoy em Qua 21 Dez 2011, 21:40

Estava distraído a tocar quando ouço aquela voz. Senti o meu coração dar um pulo e virei-me para ela.
- Amor *sorri e ouvi a pergunta dela* Apteceu-me
Pôs um braço á volta dos ombros dela sorrindo carinhosamente.
- Porque? Não me gostas de ver aqui?





Does he sing to all your music... While you dance to Purple Rain? Does he do all these things...Like I used to?




Mason A. Potter Malfoy
avatar
Auror

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Sofia Redbird Malfoy em Qua 21 Dez 2011, 21:46

Comecei a rir com a pergunta dele.

- Não, é claro que não! Razz

Disse-lhe isto em tom de brincadeira, e ele percebeu que eu estava a brincar. É claro que gostava de o ver, por mim estávamos sempre juntos, mas tínhamos responsabilidades.

- Claro que gosto! Tu és... Hum... Um visão aqui!

Ri e depois parei... O.o Não me parece que fosse um bo ideia ele ser uma visão! o.o Iam aparecer aquelas fãs malucas outra vez. -.-
Sofia Redbird Malfoy
avatar
Vice-Director da Escola

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Mason A. Potter Malfoy em Qua 21 Dez 2011, 21:53

Ri com ela e depois sorri a pensar o quanto era lindo o riso dela.
- Já te disse que te amo muito?
Puxei a para o meu colo olhando a nos olhos como eu gostava.
Amava os olhos dela. Jesus eu amo tudo nela!





Does he sing to all your music... While you dance to Purple Rain? Does he do all these things...Like I used to?




Mason A. Potter Malfoy
avatar
Auror

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Sofia Redbird Malfoy em Qua 21 Dez 2011, 21:56

Sentei-me no colo dele, embora estivéssemos os dois na relva.

- Jááá, mas podes dizer outra vez! Razz

Comecei a rir de novo e depois, como era hábito de cada vez que via o sorriso dele, pus-me a brincar com as covinhas das bochechas dele. Deus, ele era tão lindo. *.* E fofinho! Very Happy
Sofia Redbird Malfoy
avatar
Vice-Director da Escola

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Mason A. Potter Malfoy em Qua 21 Dez 2011, 22:19

Comecei logo a fazer má cara quando ela me apertou as bochechas.
-
Opá *resmunguei* nao sou nenhum bebé!
E não era. Já tinha 8 anos e Tres quartos!!! Para vingança comecei a fazer lhe cocegas.





Does he sing to all your music... While you dance to Purple Rain? Does he do all these things...Like I used to?




Mason A. Potter Malfoy
avatar
Auror

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Sofia Redbird Malfoy em Qua 21 Dez 2011, 22:22

Desatei a rir quando ele me começou a fazer cócegas.

- PÁÁÁRA MASON!!! Vou...Vou...Vou-te bater!!!!!

Estava a gritar e a rir ao mesmo tempo, mas como não estava lá ninguém não fazia mal. Very Happy *o.o*
Sofia Redbird Malfoy
avatar
Vice-Director da Escola

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Mason A. Potter Malfoy em Qua 21 Dez 2011, 22:27

Ri com a ameaça.
- Como se eu tivesse medo de ti!!
Continuo e depois olho o lago. Sorri malicioso e pego a ao colo correndo para lá.
- Vamos ao banho bebé?!





Does he sing to all your music... While you dance to Purple Rain? Does he do all these things...Like I used to?




Mason A. Potter Malfoy
avatar
Auror

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Sofia Redbird Malfoy em Qua 21 Dez 2011, 22:32

- MASON NÃO!! O.O ESTÁ FRIO! -.-

Não adiantava! Eu já sabia que ele me ia mandar lá para dentro! -.-

- Vais apanhar tantas, Malfoy!


Mas não consegui evitar rir.
Sofia Redbird Malfoy
avatar
Vice-Director da Escola

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Mason A. Potter Malfoy em Qua 21 Dez 2011, 22:40

Rio ainda mais e paro ao pé da agua.
- Ameaças ameças mas ainda nao vi te a fazer nada
Sorri malicioso e atiro-me para dentro de agua com ela.





Does he sing to all your music... While you dance to Purple Rain? Does he do all these things...Like I used to?




Mason A. Potter Malfoy
avatar
Auror

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Sofia Redbird Malfoy em Qua 21 Dez 2011, 22:43

- É é -.- Qualquer dia calh...... AAAAHH!! O.O

Não tive tempo de lhe responder mais nada. Ele atirou-se para dentro de água comigo e eu tive que suster a respiração até vir ao de cima.

- TU... ÉS... DOIDO...!! -.-

Mas não resisti ao ve-lo assim coladinho a mim e espetei-lhe um beijo. Shocked
Sofia Redbird Malfoy
avatar
Vice-Director da Escola

Voltar ao Topo Ir em baixo

lixo -----

Mensagem por Convidado em Sex 24 Fev 2012, 12:39

Fui até ao lago da escola porque a minha mãe estava ali perto também. Ela estava sempre a tomar conta de mim e do mano mas hoje o Andrew quis ir com o pai jogar à bola. A mãe sentou-se ao pé de uma árvore a ler, mas eu sabia que ela estava de olho em mim.

- Não te afastes muito, Stef!


- Sim, mamã!

Eu gostava da Natureza. Era tão bonita e tinha tantas coisas boas! Menos alguns pássaros! Shocked E galos! Shocked Porque faziam muito barulho quando eu queria dormir de manhã! Eu queria era ser como aqueles índios na Pocahontas! Very Happy Mesmo fixe! E fazem sempre o que querem e não têm de ir à escola! Lembrei-me da música deles, aquela muito fixe que falava da Natureza. Peguei numa espécie de troncos fininhos e entrancei-os pra parecer uma coroa daqueles chefes índios!


- Mãe olha para mim! Very Happy Sou um chefe índio! E o meu nome é... Hum... silent Stef-Huga-Mali! Very Happy

- Ah, que bom, filho!

Ela ria-se o.O Mas eu achei que era um nome bom e digno de um chefe índio! Surprised Encolhi os ombros, animado, e vi um formigueiro. Pus-me a andar à volta deles a cantar:

Heeeega heeeega ya-hi-ye heeeega!
Ya-hi-ye ne-he heeeega!
Hega hega ya-hi-ye heeeega!
Ya-hi-ye ne-he heeheeheegaaaa!


Ao compasso do tamboooor!
Toca a flauta esta cançããão!
Milho e fruta com amoooor!
Vêm com cada estaçãããão!


Depois vi uma bolota no chão. E decidi que podia planta-la! Very Happy Era bom porque assim nasciam mais... Hum... Boloteiras? silent Sim, devia ser isso!

No rio claro que veeeem,
Vive a truta e o esturjããão
E da natureza mãaãe
Nasce a abóbora e o feijããão!

Ohh espírito olhaaai
p'ra manter a tradiçããão!
O sagrado fogo vaaaai
Proteger esta naçããão!


Pus-me a dançar à volta do sítio onde a tinha plantado, aos saltinhos! Eu era bom a fazer a dança dos índios! Cool Tinha de ensinar ao padrinho!

As sementes nascerãããão
Ao compasso do tamboooor,
Vêm com cada estaçããão,
Ao compasso do tambooor!


Fui a correr buscar água ao Lago e despejei lá em cima. A bolota ia precisar de água para crescer, né?

- Vês, mãe? Eu estou a ajudar a Natureza! Very Happy

- Muito bem, grande chefe Stef-Huga-Lili! Smile

- MALI, mãe! Shocked Stef-Huga-Mali!

- Sim, desculpa! Shocked Isso! xD

Sorri ainda mais, satisfeito comigo e pus-me a procurar mais bolotas, se aquela escola tivesse muitas boloteiras já ninguém morria à fome! Very Happy
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Mary Slughorn Rosier em Ter 17 Abr 2012, 00:09

Olhei para o umas pequenas árvores que estavam na margem do lago e sentei-me a admira-las, enquanto me sinto perdida, desorientada, sem objectivos, sem razão para viver, sem razão para morrer...
O que se passa comigo?
Porra!! Tenho coisas que muitos dariam tudo para ter!!Mas, porra!! Não consigo ser feliz!! Porquê? ARRGHH!! Crucified by the nails of fate, I am dead to the world. Não percebo! Bolas... Já nem a mim própria me percebo... Sinto falta... Já nem sei de quê! O que me está a acontecer? Ack...

Sinto que uma parte de mim morreu...
Há bocado... Bem, pensei em ti... As lágrimas vieram-me aos olhos... Enviei-te uma sms, queria dizer que sentia a tua falta. Não me respondeste... Fui jantar, a comida sabia a cartão. Já nem sei o que era. Voltei, tinha uma sms tua. Dizia que me mandavas uma sms quando chegasses a casa. Até agora, nada... Para dizer a verdade, nem acho que vás enviar nada!! Vais-te esquecer, ou vais ter algo melhor para fazer...

Vejo-te na escola, que tortura!! Ver-te ali, tão perto, basta esticar o braço!! Mas, ao mesmo tempo, NÃO TE POSSO TOCAR!!! NEM FALAR!! PORQUÊ?
Mais uma vez, estou a tentar esquecer, a desabafar, a gritar, para quem me quiser ouvir... Mas, já sei como vai acabar tudo!!! Mais uma vez, a pessoa que amo vai esquecer-me!! Vá onde for, seja de que maneira for, ELES ESQUECEM-ME SEMPRE!!! Porque razão não me esqueceria o Lucas também, se nem sequer me vê, nada sabe de mim senão o que lhe disse?
Este é um dos meus maiores medos... ='| Tenho quase a certeza, isto é quase como uma maldição, todos acabam por me esquecer... Mas, heck!! Damn hope!! Mais uma vez, não me consigo resignar com o meu destino, NÃO!!!! Mais uma vez, não consigo evitar a esperança... Tão estúpida, tão ignorante!! Quando é que vou perceber que a esperança de nada serve? Vai acabar por me matar... Oh, hell... Will my soul have rest? I don't think so... Damned once, cursed forever...
Argh... Nem sei porque luto ainda. Mas aposto que, soubesse eu, seria de certeza a esperança. Só isso me pode trazer esta dúvida, só isso me pode trazer tal vontade de me magoar ao manter-me viva!! Digam-me que exagero, já mo disseram, digam-me que eu exagero. Porra!!! Posso estar a exagerar, mas sinto-me mal!!!
Porra!!Já era suficientemente difícil a minha vida sem estar longe de ti mas agora parece um inferno!!




Mary Slughorn Rosier
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Andrew Redbird Malfoy em Dom 10 Jun 2012, 10:49

Eu tinha vindo com a mãe para a escola, porque hoje não tínhamos escola Very Happy eu gostava quando não tinha mos escola! Ou íamos para a vó Joana, ou iamos com o pai para o trabalho ou então íamos para a escola com a mãe!
Mas ela tinha que ir para as aulas então eu prometi que meia portar bem e ela deixou-me
ficar no jardim a brincar Very Happy


Andei perto do lago, mas estava sozinho Surprised Não gosto lá muito
de ficar sozinho… As vezes aparecem pessoas estranhas… A pedir-me ajuda… Não gosto.



- Coisas novas vais tu ver mas depois vais dizer ‘não
percebi’. No teu jovem coração, vives na confusão: ‘já compreendi’. Hás-de
sobreviver, pois apoio tu vais ter. Os entraves nós vamos vencer. Ao teu lado
estarei, que orgulho sentirei. E a força está em sermos um.



Comecei a cantar e peguei num ramo que estava no chão e
fingi ser uma espada, e que eu era o Doctor contra os ET´s maus o.o



M: Olá…


Virei-me para trás e vi aquele menino pálido, de cabelos
pretos compridos e olhos cinzentos. Já não o via há muito tempo o.o



- Oh Very Happy Olá Modred! Nunca mais te vi silent


M: Ola Andrew… - Ele sorriu um pouco e apontou para o pau
que estava na minha mão
Gostas de brincar aos cavaleiros?


- Gosto mais de brincar ao Doctor Who Very Happy


Era beeeeeem mais fixe!


M: Eu posso te ensinar a usar uma espada. – Ele fez um
sorriso estranho e tirou uma espada VERDADEIRA do cinto.



Porque é que ele pode ter uma espada e eu não? Surprised


- Mas eu não tenho uma espada silent


Ele sorriu ainda mais.


M: A tua avó tem uma espada boa para crianças. Tem um dragão
cá em cima e é vermelha e prateada.


Fiz má cara a olha lo.


- A vó não gosta que mexamos nas coisas dela…


Ele encolheu os ombros e rodou a espada com a mão. Era tão
fixe!


M: Assim não te posso ensinar…


Mordi o lábio e olhei dele para a janela do gabinete da
minha avó. Se fosse por um bocadinho não fazia mal, certo? silent


- Está bem, Modred! Eu vou lá!


M: Boa


Ele voltou a sorrir daquela maneira estranha mas eu não
liguei, e desatei a correr para o gabinete da minha avó.





what's a soul mate?
It's uh... Well, it's like a best friend, but more. It's the one person in the world that knows you better than anyone else. It's someone who makes you a better person. A soul mate is someone who you carry with you forever. (...) And no matter what happens, you'll always love him. Nothing can ever change that.
Andrew Redbird Malfoy
avatar
5º Ano - Gryffindor

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Convidado em Ter 07 Ago 2012, 15:06

Eu e o Tomás não temos uma história de amor arrebatadoramente romântica, mas posso garantir com toda a certeza que a quem perguntar que aquilo que sentimos um pelo outro é mais profundo e verdadeiro do que aquilo que muitas pessoas afirmam sentir. Não teve um começa bonito nem divertido.


***Um ano antes***
- Vamos começar pelo ataque à escola. É lá que estão as pessoas que eu quero

Nessa altura comecei a entrar em pânico. Merecia pagar por tudo o que tinha feito de mal, mas os meus sobrinho e talvez a minha filha estavam lá e eu não queria que eles sofressem.

- Eu trato disso.


Nõ conhecia a voz do homem que falou e, para dizer a verdade, acho que ninguém tinha reparado na sua chegada. Quando olhei para ele, parada no meio dos outros Devoradores e com a máscara posta, fiquei meio chocada mas maravilhada ao mesmo tempo. O homem que ali estava não era bem humano, ou pelo menos não parecia bem humano. Usava umas calças pretas vestidas, o tronco estava nu, com músculos salientes e tinha um rosto belo, emoldurado por uns caracóis castanhos. Mas o que havia de anormal nele eram as asas. Um grande par de asas negras saía-lhe pela costas, encolhidas e quase tocando no chão. Parecia um Anjo Negro.

- Ah, Tomás! Finalmente decidiste juntar-te a nós! Muito bem, irás tu fazê-lo!

Vi-o apenas assentir com a cabeça e depois vários Devoradores começaram a dispersar, só ficando eu, o Tomás, o Lord e meia dúzia de Devoradores. Estávamos à esper de ordens, mas estava tudo em silêncio, excepto pequenos murmúrios imperceptíveis entre o Lord e o Anjo, que estava ajoelhado diante dele. Depois levantou-se, desapareceu pelo porta e todos nós fomos também dispensados.

Nessa altura eu era despreocupada, não fazia nada por obrigação e, na verdade, sempre lutara por aquilo que queria, sempre fora independente e com uma educação rígida, no Palácio das Quatro Bestas Sagradas. Como resultado aprendi e conquistar a minha liberdade e, com isso, veio algumas regalias, como os homens que sempre quis e me apeteceu, embora, sinceramente, não tenham sido muitos.

Estava a passar o último corredor do andar da casa. A madeira rangia mas não metia medo, o que metia medo era o silêncio e o cheiro a mofo misturado com o cheiro a morte. Quase a chegar ao meu quarto senti duas mãos a puxarem-me pelos braços demasiado rápido e depois o barulho de uma porta a fechar-se. Quando me voltei vi-o logo. O Anjo. Tal e qual como o tinha visto há uns minutos atrás, mas agora não parecia tão assustador, embora os olhos fossem negros e tivesse um sorriso estranho no rosto.

- O que foi?

Ainda consegui perguntar mas a voz tremia-me um bocado.

- Recomendaram-te a mim.

- Recomendaram? Como assim?

Olhei-o desconfiada mas percebi logo do que é que ele estava a falar, depois de ver o seu sorriso mau.

- Não sei quem pensas que és, mas não vais usar-me!

- Já tive muitas como tu, não és diferente e serves para o mesmo.

Recuei instintivamente sem tirar os olhos dele, mas as asas estavam fechadas e bastou ele estica-las para me sentir encurralada. Ele aproximou-se e eu comecei a ficar assustada. Quem é que ele achava que eu era? Uma puta qualquer? Pelos vistos sim, mas estava enganado.

- Se resistires é pior.

- É suposto eu ficar calada e quieta?

Ironizei, ainda com a última réstia de coragem que tinha, mas arrependi-me quase logo. Ele fez um barulho que era uma espécie de rosnido e só com um braço atirou-me para a cama daquele quarto, que devia ser o dele. O tempo que se passou a seguir foi mau e sei que magoou, mas nada me tinha preparado para o que vinha depois. Os olhos dele ficaram mais claros, ele começou a tremer e as asas negras desapareceram. Ficou nada mais que um homem que era pouco mais velho do que eu.

- Eu... Eu... Desculpa! Não queria!

Consegui apenas olha-lo enquanto me vestia depressa e a tremer um pouco. Não confiava nem um bocaidnho dele e não iria ficar ali a ouvir. Enquanto ele ainda respirava depressa da súbita mudança, eu vesti-me o mais rápido que pude e saí de lá o mais rápido que consegui, embora sentisse o corpo doriso e sujo. Pela primeira vez na vida tinha sido eu a usada e sentia-me horrível. Durante os dois dias que se seguiram senti-me irritada, furiosa e impotente. Vim nadar neste mesmo Lago, onde encontrei o Samm, um rapaz que já conhecia e que se mostrou interessado. Precisava de descarregar a minha raiva e frustração.

- Por aqui a esta hora?


Ele virou-se quando me ouviu e sorriu logo. Demorou apenas dois dedos de conversa para chegar onde queria. Ele não era difícil de seduzir e não demorou muito. Depois de acabarmos deixei-o lá sozinho e entrei na água, o meu elemento. Nadei bastante, até ir dar à outra margem do Lago. Fiquei só com água pela cintura e fechei os olhos com a cara viarada para a Lua Cheia, até ouvir um leve bater de asas por trás de mim. Abri logo os olhos, sem me virar, mas atenta.

- Estavas a divertir-te ali nos arbustos?

- Estavas a divertir-te a observar?

Atirei, de forma rígida mas maliciosa. A verdade é que ali ele não tinha hipótese contra mim, eu estava a jogar "em casa". Mas ele não respondeu e quando me virei ele estava a descer lentamente, com as asas abertas e os olhos fixos em mim, até ficar apenas com os pés dentro de água. Quase deixei escapar um suspira, mas controlei-me e em vez disso perguntei de novo:

- Estavas a divertir-te a observar?


- Não.

Aquele "não" surpreendeu-me, parecia quase ciumento, mas claro que não mencionei isso. Fitei-o, desconfiada mas disposta a ouvir.

- Queria pedir-te desculpa e deparo-me com aquela cena!

- Não é da tua conta, mas está tudo bem.

- Dá-me só uma oportunidade de te pedir desculpa convenientemente. Estamos do mesmo lado e não quero magoar-te mais.

- E achas que sou estúpida?

- Não.

Mais uma vez, aquele "não" sério dele fez-me ficar um pouco parada no tempo e pensativa. Ele já parrecia de novo o homem normal e não aquele passarão assustador. Devo ter-lhe dito que estava tudo bem umas dez vezes até ele conseguir convencer-me de que não era mau de todo. No fim de contas acabou por levar-me a uma feira, que até tinha uma montanha-russa e outras diversões. Andámos em algumas e, para dizer a verdade, diverti-me bastante. Ainda comi algodão doce e levei um urso de peluche enorme para casa. Não quis estar mais tempo com ele nessa noite, não queria dar-lhe demasiado confiança. Mas passámos cada vez mais tempo juntos, sem nos apercebermos. Falávamos muito e descobrimos que tínhamos muita coisa em comum, entre as quais sermos uma espécie de ovelhas negras na família. Ele revelou-se ser uma pessoa simpática e até mais carinhosa do que aquilo a que eu estava habituada. Acabámos por nos envolver uma vez, o que me fez ficar mais ligada a ele, mas eu não conseguia admitir nem a mim própria que me tinha apaixonado. Isso só aconteceu quando lhe salvei a vida. Percebi que tinha de parar de me esconder e aos meus sentimentos e que precisava daquilo que ele me oferecia.


*****
Hoje sei que foi a melhor coisa que fiz na vida. Tenho um homem maravilhoso ao meu lado e consigo dizer-lhe que o amo sentindo-o mesmo. Estou feliz, mesmo feliz. Sinto-me uma mulher realizada e com esperanças. E sei que um dia, depois de me casar com o Tomás, vou ter a minha própria família feliz.
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Benjamin Redbird Malfoy em Sab 25 Ago 2012, 21:34

Era hoje... Sai bem cedo de casa porque não conseguia encarar ninguem. E não queria ver ninguem... Queria estar um pouco sozinho, poder pensar no que aconteceu... No quanto eu ainda sinto a falta dela...
Hoje faz um ano que a Amy morreu... A esta hora devíamos estar a acordar na nossa cama, eu com o cabelo ruivo dela espalhado pelo meu peito, com as pernas entrelaçadas e um sorriso na cara. Parecia estar tudo bem... Eu nunca reparei que tudo estava mal, ela nunca me o disse...
Como sempre vestimos-nos e toma-mos o pequeno almoço, pelo meio beijos roubados e brincadeiras... Eu nunca reparei...
Eu naquela altura tinha crescido, se alguem olhasse para mim eu parecia ter uns 25 anos, estava noivo, quase tinha sido pai de tri-gemeos e era feliz. E eu sempre achei que ela tambem era... Mesmo depois de toda a porcaria que eu fiz, mesmo depois de toda a merda que o "amigo" dela nos fez.... Eu realmente acreditei que ela era feliz...
Mas quando eu cheguei a casa naquele dia, eu sabia que algo estava errado. Eu sabia que ela saia de casa para ir ter com o Jeff, nunca disse nada porque sabia que ela ia se passar comigo e iamos discutir e eu estava farto disso... Queria ser feliz com ela.
Quando não a vi em casa aparatei logo para a rua do Jeff, e ela estava lá... No chão, sem se mexer. Com sangue a sair lhe pelo nariz e os olhos escuros... E ai eu perdi tudo.
Foi como morrer mas pior, porque via tudo e sentia tudo. Sentia cada pedaço da minha alma ser rasgado enquanto olhava para ela...
A culpa era dele e das drogas. Foi isso que eu disse para mim durante um tempo... Até começar a pensar noutra coisa...
Fui eu que não reparei que ela estava assim... Fui eu que a deixei ir ter com ele... Fui eu que a deixei morrer aos poucos mesmo á minha frente.
E isso sempre me ficou na cabeça, ainda hoje há aquela voz no fundo da minha mente que o diz.
Mas há algum tempo que isso mudou, mais ao menos o mesmo tempo em que conheci a Niara. Não foi bonito e ela odiava-me porque... bem eu era um idiota. Era mais facil ser um idiota do que perder mais alguem, era isso que eu dizia todos os dias a mim proprio. Depois da Amy morrer voltei para a casa dos meus pais e voltei para a escola e foi ai que a conheci e mesmo agora, que estou a sentir me pior que sei lá o que... O pensamento dela faz me sorrir um pouco.
Nunca pensei que era capaz de me apaixonar outra vez, que era capaz de me meter outra vez numa relação mas... Estou feliz, uma felicidade diferente da que sentia com a Amy mas estou feliz. A Niara consegui-o trazer um bocado do velho Ben. E consegui-o que eu me fizesse apaixonar por ela...
Então hoje eu vou ficar sozinho, mas decidi que não vou pensar no mau, vou pensar no bom tempo que passei com a minha ruiva e sorrir quando olhar as estrelas porque sei que ela hoje está orgulhosa de mim por eu ter conseguido voltar a ser eu proprio...
E sei que mesmo que eu siga em frente nunca a vou esquecer, mas não vou ficar triste. Vou me lembrar da rapariga de Hollywood, orfã que era uma das melhores pessoas do mundo e que me amou. Da mesma rapariga que era uma dor de cabeça para mim as vezes mas que conseguia fazer me fazer as coisas mais estupidas do mundo.
E ainda sei... que quase se certeza que posso amar duas raparigas ao mesmo tempo mas de maneira totalmente diferente.
As minhas duas miudas.




Benjamin Redbird Malfoy
avatar
Novato

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago Negro

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum